Tontura pode ser sintoma de várias doenças

Saúde e Bem-Estar -

Sentir mal-estar e tontura é um sinal do corpo de quem tem algo errado com a sua saúde. Doenças como labirintite, enxaqueca, anemia, hipoglicemia ou problemas na pressão arterial podem causar esses sintomas. A tontura pode ser definida como vertigem – quando tudo parece estar girando –, sensação de desmaio ou perda de equilíbrio.  

Neste artigo, o Grupo NotreDame Intermédica mostra como ficar atento às causas da tontura e o que pode ser feito para tratar.

Causas

Tontura frequente pode ser sintoma de várias doenças ou efeito colateral de uso de medicamentos, ainda mais quando é acompanhada por enjoo, dor de cabeça, dor na nuca ou sensação de desmaio.

- Labirintite

A doença é mais comum em idosos, mas qualquer pessoa – principalmente as mais estressadas ou com histórico de doenças respiratórias – podem desenvolver a labirintite. Trata-se de uma inflamação no labirinto, uma parte do ouvido responsável pela audição e pelo equilíbrio e, por isso, causa tontura.

- Enxaqueca

Pessoas com enxaqueca tem mais sensibilidade a luzes, barulho, cheiros, mudanças climáticas e movimento. Por isso, além das dores de cabeça intensas e enjoo, quem tem essa doença também pode sentir vertigens frequentes.

- Hipoglicemia

A hipoglicemia é a queda de açúcar no sangue e pode causar tonturas, mal-estar, sensação de queda ou desmaio, suores frios, tremores e falta de força. A condição atinge principalmente diabéticos que não fazem tratamentos de forma adequada ou pessoas que fazem dietas sem acompanhamento de profissionais.

- Pressão baixa ou alta

A pressão arterial descontrolada – muito baixa ou muito alta – pode causar tontura seguida da sensação de desmaio, fraqueza, dor de cabeça, visão embaçada e sono. A única forma de saber se está alta ou baixa é medindo o pulso com um aparelho.

- Anemia

Essa doença é causada pela pouca quantidade de hemoglobina no sangue, ou seja, os famosos glóbulos vermelhos que transportam o oxigênio no sistema circulatório. Por conta da redução de oxigênio e nutrientes, o paciente pode ter tontura, palidez, cansaço e fraqueza.

- Síndrome de Ménière

Com as tonturas, a doença de Ménière causa também zumbido no ouvido, enjoos, vômitos, perda auditiva e sensação de ouvido tampado. Isto porque a doença afeta principalmente o ouvido.

- Uso de alguns medicamentos

Sedativos, antidepressivos, anti-hipertensivos ou remédios para convulsões podem ter como efeito colateral a tontura.

Causas

O Parkinson nada mais é do que um processo degenerativo de células do cérebro que atinge o sistema nervoso central. Com isso, há uma diminuição na produção de dopamina – substância química que ajuda no controle dos movimentos musculares. A DP também pode ser genética, quando membros próximos da família também possuem; ou ambiental, por conta de exposição a toxinas.

Diagnósticos

Para entender qual a causa da tontura é importante buscar um médico, que pode ser clínico geral, otorrinolaringologista ou neurologista, que vai pedir alguns exames e identificar a origem do sintoma.

Tratamentos

Apenas um médico pode prescrever medicamentos de acordo com a doença que causa a tontura. Os mais indicados são Labirin, Clonazepam, Meclin, Nootropil, Cinarizina, Dramin, Pentoxifilina, Vertix, Betaserc, Rivotril, Clopam, Engov e Equilid. Além disso, para evitar tontura, é importante beber bastante líquido para se manter hidratado e alternar posturas caso se sinta mal quando fica muito tempo em pé.

Referências

Fonte: Grupo NotreDame Intermédica com informações do site Minha vida e Tua Saúde. Acesso em 29/11/2019.

Responsável pelo Conteúdo:
Dr. Rodolfo Pires de Albuquerque
CRM: 40.137
Diretor Médico do Grupo NotreDame Intermédica

Quero cotar plano de saúde