O impacto do clima na saúde 

Quando criança, é provável que você tenha enfrentado algumas visitas ao médico devido a resfriados, gripes ou alergias frequentes.  

Na infância enfrentamos um aumento nos problemas de saúde relacionados às alterações climáticas, em comparação com os adultos. Isso ocorre devido a uma série de fatores, como padrões comportamentais, estágio de desenvolvimento fisiológico e maior exposição a poluentes no ar. 

Continue lendo para entender como o agravamento da poluição do ar, a exposição a temperaturas extremas e os eventos climáticos severos podem impactar a saúde das crianças. 

Poluição 

A poluição do ar é um dos fatores que agrava doenças como asma e câncer, principalmente devido ao ozônio troposférico, um irritante respiratório que pode afetar o desenvolvimento pulmonar.  

Visto que as crianças têm uma maior exposição ao ar livre, seja na escola ou nas brincadeiras em ambientes externos, esse efeito se torna preocupante, pois os pulmões ainda estão em fase de crescimento e as vias aéreas se desenvolvendo. 

Calor extremo 

Com o calor intenso, é comum que adultos aumentem a ingestão de água para manter a hidratação e evitar o risco de desidratação ou o agravamento de doenças cardiorrespiratórias.  

Por outro lado, as crianças possuem uma capacidade limitada de regular a temperatura corporal e podem enfrentar, desde sintomas leves, como cólicas e exaustão, que impactam inclusive no desempenho escolar, até condições mais graves, como insolação.  

Recomendamos um cuidado ainda maior, incluindo aumento na ingestão de água, banhos mais frequentes, além de evitar ficar em locais fechados para reduzir a sensação térmica dos pequenos. 

Pólen  

O pólen é uma das principais causas de alergias respiratórias, como a rinite alérgica e a asma. As crianças que sofrem dessas condições podem ter sintomas como espirros, coriza, coceira nos olhos e nariz entupido. 

Além disso, o pólen pode afetar o sono das crianças, especialmente durante a primavera e o verão, quando há maior concentração de pólen no ar. 

Para proteger as crianças dos efeitos do pólen, indicamos tomar medidas preventivas, como manter as janelas fechadas durante os períodos de alta concentração de pólen, usar filtros de ar em casa e evitar atividades ao ar livre durante os dias de alta polinização. 

Incêndios florestais 

As crianças são mais vulneráveis aos efeitos da fumaça dos incêndios florestais, pois seus sistemas respiratórios estão em desenvolvimento.  

A exposição prolongada à fumaça pode levar a problemas respiratórios, como asma, bronquite e pneumonia e a fumaça também pode desencadear crises de asma em crianças que já têm essa condição. 

Além disso, os incêndios florestais também impactam no emocional das crianças, especialmente se elas forem evacuadas de suas casas. O estresse e a ansiedade associados à evacuação e à perda de propriedade podem afetar negativamente a saúde mental. 

Inundações 

A exposição prolongada à água pode levar a uma série de problemas de saúde, incluindo doenças infecciosas, lesões e problemas emocionais devido ao contexto em que a criança está inserida. 

A água contaminada pode conter bactérias, vírus e parasitas que podem causar doenças como diarreia, hepatite A e leptospirose, principalmente em crianças, que possuem o sistema imunológico mais vulnerável.  

Como se prevenir do problema? 

Em certas situações, pode ser necessário realocar as crianças para áreas menos afetadas pelas mudanças climáticas. Além disso, o uso de filtros de ar em ambientes internos e máscaras ao ar livre pode ser uma medida eficaz para proteger as crianças da exposição a poluentes atmosféricos. 

Além disso, é aconselhável incentivar hábitos saudáveis, como a prática regular de exercícios físicos, a adoção de uma dieta balanceada e um sono adequado. Para fortalecer ainda mais o sistema imunológico das crianças, assegure que as vacinas estejam em dia.  

Visitas regulares ao pediatra também são importantes para monitorar o desenvolvimento da criança e identificar precocemente qualquer problema de saúde que possa surgir. 

A Hapvida NotreDame Intermédica oferece a maior rede de médicos do país, com cobertura nacional e diversas especialidades médicas, incluindo pediatria, com profissionais que são excelência no mercado. Conte com nossos planos de saúde flexíveis e de ótimo custo-benefício para garantir o acesso dos pequenos a cuidados médicos de alta qualidade. 

Soluções para você, sua empresa ou familia