Você sabe o que é asma?

Saúde e Bem-Estar -

No dia 21 de junho, o calendário da saúde comemora o Dia Nacional de Combate à Asma, uma das doenças pulmonares mais comuns no mundo, que atinge cerca de 230 milhões de pessoas. Com início muito comum na infância, a asma atinge aproximadamente 20% das crianças brasileiras, segundo dados estimativos da OMS (Organização Mundial da Saúde).
 
Além de alertar a população, a data existe para que as pessoas entendam o que é a doença e tenham mais informações sobre suas causas, formas de tratamento e até mesmo sobre os sintomas. Comumente confundida com bronquite e também com rinites, a asma precisa de cuidados específicos.
 

SUMÁRIO

O que é asma e quais seus sintomas?

Segundo o dr. Carlos Eduardo Jouan Guimarães, Coordenador Pediatria do CASE-Núcleo de Alta Complexidade do Grupo NotreDame Intermédica, a asma é uma resposta exacerbada do organismo a um alergeno e, como uma doença alérgica, tem seu desenvolvimento pela própria característica genética do paciente.
 
O sintoma mais comum da asma é chiado no peito (barulho que imita o miado de um gato). Além disso, é frequente a presença de tosse, dificuldade para respirar (que resulta em uma respiração rápida e curta) e desconforto torácico. As crises podem durar poucos dias até muitos dias, em casos mais graves, a crise que pode requisitar internação.

O que pode causar a asma?

Diversos fatores podem causar a asma. A exposição da mãe durante a gestação a alérgenos como a fumaça de cigarro, assim como o tabagismo materno, são fatores muito ligados ao nascimento de bebês com asma. Pais asmáticos têm maior chance de terem filhos com asma.

Como é feito o diagnóstico?

Dr. Carlos Eduardo explica que o diagnóstico acontece na avaliação médica, durante a consulta clínica com o especialista. O médico analisará a história clínica do paciente, se algum familiar próximo tem alguma doença alérgica e outros fatores. Existem alguns exames, por exemplo, que podem ajudar no diagnóstico, como o que analisa a função pulmonar. No entanto, mesmo quando tem resultado normal, esse exame não descarta o diagnóstico de asma.

Tratamentos

De acordo com Dr. Carlos Eduardo, no momento, ainda não existe cura para asma, mas sim tratamento preventivo para estabilizar o paciente (deixa-lo sem crises e com a vida normal), que é ministrado em duas vias: a primeira é o tratamento no momento da crise de asma, onde faz-se o uso de inalação com medicamentos ou uso da "bombinha" de broncodilatador. Em alguns casos, podem ser utilizados corticoides para tratar a crise. A segunda linha é o tratamento para evitar que o paciente apresente novas crises de asma assim como piora da função pulmonar e, nesses casos, a primeira escolha para se tratar e evitar as descompensações é o uso da "bombinha" de corticoide inalatório. Aqui, vale ressaltar que, ao contrário do que se fala, essas medicações são muito seguras e confiáveis e só devem ser evitadas em caso de reações adversas. Cabe destacar também que, como todo medicamento, por mais seguro que ele seja, o corticoide inalatório deve ser utilizado apenas com orientação médica para diminuir o risco de efeitos colaterais.

Asma X bronquite

Para desmistificar tanto a asma quanto a bronquite, Dr. Carlos Eduardo explica as diferenças entre as doenças: a asma é uma doença que normalmente se inicia na infância, já a bronquite é uma doença que ocorre por uma lesão no pulmão que vai ocorrendo com o tempo causada pela exposição contínua a alguma substância lesiva ao pulmão, com sintomas que começam na fase adulta ou no idoso geralmente. Em termos clínicos, o paciente que tem asma, vai tratar o "chiado no peito" e vai melhorar 100% dele, já o paciente com bronquite crônica não vai conseguir melhorar 100% dos sintomas de sua doença apesar do tratamento.

Quando procurar o médico

O médico deve ser procurado sempre que a falta de ar for persistente e/ ou existirem outros sintomas, como dor no peito, cansaço físico, tosse e outros, surgirem.

Referências

Asma atinge cerca de 20% das crianças no Brasil - Diário do Nordeste – acessado em 08/06/2018
Portal do Ministério da Saúde – acessado em 07/06/2018
GINA 2017 | Global Initiative for Ashtma – acessado em 12/06/2018
Jornal Brasileiro de Pneumologia / Consenso Brasileiro de Manejo da Asma – acessado em 13/06/2018

 

Responsável pelo Conteúdo:
Dr. Rodolfo Pires de Albuquerque
CRM: 40.137
Diretor Médico do Grupo NotreDame Intermédica

Quero cotar plano de saúde