O que é trombose venosa profunda?

Saúde e Bem-Estar -

A trombose venosa profunda (TVP) ocorre quando um coágulo sanguíneo (trombo) se forma em uma ou mais veias profundas do corpo, geralmente localizadas na perna. Pode tanto ser assintomática quanto causar fortes dores ou inchaço nas pernas.

Pode se desenvolver a partir de determinadas condições médicas que afetam a forma como o sangue coagula ou de acordo com sua imobilidade por um longo período de tempo, como por exemplo após uma cirurgia (ficando de repouso, imóvel).

A doença pode ser extremamente grave, pois os coágulos na veia podem se soltar, circular erroneamente pela corrente sanguínea, e alojar-se nos pulmões, bloquando o fluxo de sangue (embolia pulmonar).

SUMÁRIO

Sintomas

Dentre os sintomas de trombose venosa profunda, podem incluir:

  • Inchaço na perna afetada;
  • Dores (costuma começar pela panturrilha);
  • Sentir cãibras;
  • Pele vermelha ou descolorida na região e
  • Também pode ser silenciosa.

É muito bom realizar acompanhamento médico diante de um diagnóstico de trombose venosa profunda, pois a medida que se agravam, mais chances corre o paciente de desenvolver uma embolia pulmonar. Muito importante identificar os sintomas tão logo que surgirem.

Nos casos de embolia pulmonar, é imprescindível buscar um pronto-atendimento. Confira abaixo os sintomas da embolia pulmonar: 

  • Falta de ar súbita;
  • Dor no peito ou desconforto que piora ao respirar fundo ou tossir;
  • Tontura ou desordem mental;
  • Pulsação elevada;
  • Tosse acompanhada de sangue.

Causas

Os coágulos sanguíneos de trombose venosa profunda podem ser causados ​​por qualquer obstrução que impeça o sangue de percorrer seu fluxo ou coagular naturalmente, como lesão de uma veia, cirurgias, determinados medicamentos e imobilidade.

Fatores de risco

Muitos fatores podem ser responsáveis por desencadear a TVP, mas existem alguns específicos que contribuem para seu desencadeamento, são eles:

  • Histórico familiar de distúrbio que faz o sangue coagular com mais facilidade. Esta condição, por si só, pode não causar a trombose, a menos que esteja associada aos fatores de risco.
  • Gravidez:  A gravidez aumenta a pressão nas veias da pélvis e das pernas. As mulheres com um distúrbio de coagulação hereditária devem prestar mais atenção.
  • Obesidade ou sobrepeso também são capazes de aumentar a coagulação do sangue, pois assim como a gravidez, a obesidade e sobrepeso contribuem para o aumento da pressão nas veias da pélvis e das pernas. 
  • Imobilidade: Falta de movimento após uma cirurgia ou uma longa viagem de carro, avião ou ônibus.
  • Lesão ou cirurgias.
  • Herança genética de má circulação.
  • Uso de pílulas anticoncepcionais.
  • Tabagismo.
  • Insuficiência cardíaca.
  • Câncer.
  • Problemas cardíacos.

Complicações.

Embolia pulmonar: a embolia ou trombose pulmonar acontece quando uma ou mais artérias do pulmão estão obstruídas por um coágulo de sangue, ar, gordura ou células cancerosas, impedindo a passagem de sangue e provocando a morte progressiva da região. É importante alertar que a embolia pulmonar pode ser fatal e deve-se buscar atendimento médico tão logo que os sintomas sejam percebidos.

Sintomas:  Falta de ar súbita, dor no peito ou desconforto que piora qunado você respira fundo ou tosse, sentir-se tonto ou desmaiar, pulsação acelerada, tosse acompanhada de sangue.

Síndrome pós-trombótica: surge após um caso de trombose venosa profunda e é conhecida também como síndrome pós-hepática. Os dados nas veias causados pelo coágulo de sangue reduzem o fluxo sanguíneo nas áreas afetadas, podendo causar o inchaço recorrente da região, dores, descoloração da pele e feridas.

Prevenção

Para evitar uma complicação relacionada à trombose é importante que o paciente volte a se exercitar tão logo que possível após uma cirurgia, evitar o sedentarismo, movimentar-se durante longas viagens, evite sobrepeso e obesidade e controlar o colesterol, diabetes e hipertensão.

Referências

https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/deep-vein-thrombosis/symptoms-causes/syc-20352557
(acessado em 25/03/2019)

 

Responsável pelo Conteúdo:
Dr. Rodolfo Albuquerque
CRM: 40.137
Diretor Médico do Grupo NotreDame Intermédica

Quero cotar plano de saúde