Hábitos que ajudam a manter o cérebro saudável e afiado na terceira idade

A idade avança e, com ela, pode vir a sensação de que a cabeça não funciona mais como antes. Em vez de aceitar essa situação como uma consequência inevitável do envelhecimento, você pode reagir. Seus hábitos do dia a dia têm um papel muito importante para ajudar a prevenir perdas de memória e outros prejuízos das funções mentais associados à idade. Veja algumas estratégias simples que ajudam a manter o cérebro saudável e afiado na terceira idade.

Para manter o cérebro saudável, exercite a mente

Nunca pense que você está velho demais para aprender coisas novas. O cérebro humano tem neuroplasticidade, a habilidade surpreendente de mudar, criar novas células cerebrais e aumentar as conexões entre elas, mesmo na velhice. Mas, para aproveitar esse potencial, é preciso sair do “piloto automático”.  

Pense no seu cérebro como um músculo: quanto mais você exercitá-lo, mais forte ele ficará – isto é, melhor será a capacidade de aprender e memorizar novas informações. Mas, em vez de supino e abdominal, o “fitness mental” envolve ler livros e jornais, fazer palavras cruzadas e se matricular em um curso de seu interesse, entre outras atividades que sejam estimulantes e desafiadoras.

Também é necessário exercitar o corpo para manter o cérebro saudável

O exercício físico regular está fortemente associado a um cérebro saudável. A prática aumenta o fluxo sanguíneo para o órgão e estimula o crescimento de novas células cerebrais e as conexões entre elas. Dessa forma, é possível driblar a perda de memória e até melhorá-la, bem como estimular as habilidades de raciocínio. Estudos apontam, inclusive, que o exercício pode reduzir o risco de demência e mal de Parkinson.

Já é possível ter grandes benefícios com 30 minutos de exercício físico moderado todos os dias. Isso pode ser feito em sessões de 10 minutos ao longo do dia. Mas, fale com o seu médico antes de iniciar uma nova rotina de exercícios.

Alimentação balanceada é importante para ter um cérebro saudável

Uma boa alimentação é crucial para um cérebro saudável que funcione corretamente. Para melhorar a saúde do cérebro, veja algumas dicas:

  • Inclua muitos vegetais, frutas e alimentos integrais;
  • Prefira fontes de proteína com baixo teor de gordura, como peixe e carne magra;
  • Escolha leite, iogurte e queijo com baixo teor de gordura ou sem gordura;
  • Se você bebe álcool, é importante evitar o excesso, que pode aumentar o risco de demência na terceira idade.

Outros problemas podem ameaçar a saúde do cérebro

Existem muitos problemas de saúde que ameaçam o bom funcionamento do cérebro. Em especial, aqueles que também afetam o coração ou os vasos sanguíneos, como pressão alta, colesterol alto, obesidade e diabetes – este último, por exemplo, aumenta o risco de Alzheimer e outras demências em 50%.

Os exercícios físicos regulares e a alimentação saudável podem ajudar a prevenir estas condições. Além disso, faça check-ups com frequência e, se tiver qualquer doença crônica, siga as recomendações de tratamento do seu médico. Mas pergunte ao profissional se qualquer um dos seus medicamentos pode afetar a memória.

Cultivar boas relações é um dos segredos para a saúde do cérebro

Trocar mensagens com seus amigos nas redes sociais, reunir a família para um almoço, se envolver em um trabalho voluntário – tudo isso ajuda a evitar a depressão e o estresse, além de ser benéfico para a saúde do cérebro. É comprovado que a atividade social na terceira idade ajuda a evitar a perda de memória e reduzir o risco de demência.

Cérebro saudável ou sintoma de demência?

Esquecimentos eventuais não são necessariamente indícios de um problema de saúde, mas, em alguns casos, podem ser o primeiro sinal da doença de Alzheimer ou de outros tipos de demência. Se você está preocupado com a sua perda de memória – especialmente se ela está afetando a sua capacidade de fazer atividades habituais –, procure um clínico geral. Se for necessário, ele indicará um especialista.

  • Conteúdo relacionado no site da Intermédica
  • Exercícios na terceira idade: motivos para fazê-los
  • Queda de idosos

Referências

https://www.fightdementia.org.au/files/helpsheets/Helpsheet-YourBrainMatters02_5SimpleSteps_english.pdf, acessado em 07/06/2017
https://www.betterhealth.vic.gov.au/health/healthyliving/healthy-ageing-stay-mentally-active, acessado em 07/06/2017
http://www.mayoclinic.org/healthy-lifestyle/healthy-aging/in-depth/memory-loss/art-20046518?pg=1, acessado em 07/06/2017
https://www.dana.org/SuccessfulAgingPDF/, acessado em 07/06/2017
http://www.health.harvard.edu/mind-and-mood/12-ways-to-keep-your-brain-young, acessado em 07/06/2017

Responsável pelo Conteúdo:
Dr. Rodolfo Pires de Albuquerque
CRM: 40.137
Diretor Médico do Grupo NotreDame Intermédica