Qual é o melhor tratamento contra a fibromialgia?

Saúde e Bem-Estar -

A fibromialgia é uma doença reumatológica muito frequente, caracterizada por dores musculares em todo o corpo, por longos períodos, principalmente em articulações, músculos, tendões e outros tecidos. Segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), a fibromialgia pode se apresentar como quadro isolado ou estar associada a outras patologias reumáticas, como a artrite reumatoide. Além dos quadros de dores, a fibromialgia pode alterar o sono, a memória e o humor da pessoa e ainda causar fadiga, dores de cabeça, depressão e ansiedade, dificuldades cognitivas, dores de cabeça recorrentes, entre outros.
 
A doença é mais comum em mulheres e pode ser causada por fatores genéticos, infecções por vírus e doenças autoimunes, como o lúpus, distúrbios do sono e sedentarismo. Traumas físicos e/ou psicológicos também podem desencadear quadros de fibromialgia.

SUMÁRIO

Diagnóstico da fibromialgia

Ao perceber os sintomas, é importante procurar um reumatologista. O médico realizará exames clínicos e analisará o histórico dos episódios de dores, para ter um diagnóstico preciso e indicar o melhor tratamento. Exames laboratoriais também podem ser solicitados para que sejam testadas as probabilidades de também existir outras doenças.

Tratamento contra a fibromialgia

A doença não tem cura e o tratamento tem como objetivo aliviar as dores, diminuir o estresse e as inflamações. Junto aos medicamentos, podem ser associadas iniciativas e práticas de exercícios físicos, muito importantes para quem tem fibromialgia. Quando feitos sob orientação médica e com um programa específico, podem ajudar muito no dia a dia com a doença. Atividades aeróbicas, por exemplo, ajudam a melhorar a condição cardiovascular.

Outra dica é buscar técnicas de relaxamento, como yoga, meditação, acupuntura e massagens. Sessões de fisioterapia e de terapia também são muito importantes, pois ajudam o paciente a lidar melhor com o quadro.

Na hora das refeições, é importante seguir uma dieta equilibrada e evitar alimentos que possam desencadear as crises de dor, como a cafeína.

Referências

Fibromialgia - acessado em 29/8/2018
Sintomas de artrite e fibromialgia podem confundir - Pfizer - acessado em 29/8/2018
Fibromialgia – Minha Vida - acessado em 29/8/2018
 

Responsável pelo Conteúdo:
Dr. Rodolfo Pires de Albuquerque
CRM: 40.137
Diretor Médico do Grupo NotreDame Intermédica

 

Quero cotar plano de saúde