Doenças de pele comuns no inverno

Saúde e Bem-Estar -

Para espantar o frio, nada como um banho bem quente e demorado, não é? Mas cuidado! Eles podem – junto com a diminuição do suor e da menor ingestão de água por causa do frio – agravar doenças de pele já existentes e até ajudar a desenvolver novas. Por isto, é importante ter alguns cuidados para evitar ou piorar doenças de pele comuns no inverno.

SUMÁRIO

Exatamente por que existem doenças de pele comuns no inverno?

Alguns fatores contribuem para que as doenças de pele apareçam. O principal deles é a diminuição da oleosidade natural da pele, que ajuda a protegê-la da penetração de bactérias, fungos, vírus e agentes que desencadeiam as alergias.

Durante o tempo frio, essa camada protetora da pele diminui porque suamos menos – isso faz com que as células que produzem a gordura trabalhem menos. E os banhos mais quentes e mais demorados também diminuem a proteção natural e tornam a pele ainda mais suscetível a irritações.

Quais são as doenças de pele comuns no inverno?

Eczemas – podem ser causados por fungos ou alergias. Em bebês, normalmente provocam erupções vermelhas no rosto, couro cabeludo, orelhas, braços e pernas. Já em crianças, as erupções aparecem nos joelhos, pulsos, cotovelos e tornozelos. A coceira e as manchas brancas na pele também são sinais de eczemas. Para evitar as lesões, você pode hidratar a pele. E caso elas apareçam, procure um médico.

Dermatite seborreica – geralmente aparece onde a pele é mais oleosa, como no couro cabeludo – e pode provocar desde caspa até escamas amarelas na região. Outros sinais são manchas vermelhas na pele, pele gordurosa e inchada, sensação de coceira e queimadura. Você pode tratar com cremes e shampoo anticaspa. Se o caso for mais grave, é possível que o médico tenha que receitar o uso de corticoides.

Dermatite atópica – é uma alergia crônica relacionada à falta de hidratação na pele. Os sinais dessa complicação são manchas vermelhas na pele, coceira e lesões, que podem formar crostas e soltar secreções. Quando aparecem em bebês, as feridas se atingem mais o rosto, os braços e as pernas. Já nas crianças e adultos, as lesões aparecem mais nas dobras do corpo (joelhos, cotovelos e pescoço). Para ajudar a prevenir as lesões, evite tomar banhos quentes e usar buchas nas áreas afetadas e escolha sabonetes e hidratantes com pH neutro.

Psoríase – é uma complicação crônica e cíclica, isso é, apresenta sintomas que aparecem e desaparecem periodicamente. Os sintomas incluem manchas vermelhas na pele com escamas esbranquiçadas, pequenas manchas brancas ou escuras depois de lesões, pele ressacada e rachada, coceira, dor e queimação, unhas grossas e descoladas, inchaço e rigidez nas articulações. O tratamento varia conforme a gravidade da doença.

Quais os cuidados para evitar doenças de pele comuns no inverno?

  • Não tomar banhos muito quentes e prolongados;
  • Não usar buchas vegetais e esponjas, nem cremes ou sabonetes de banho com grãos para esfoliação;
  • Secar bem a pele com toalhas felpudas, principalmente nas dobras do corpo;
  • Aplicar um bom hidratante corporal após o banho;
  • Usar protetores labiais específicos para hidratação e, assim, evitar rachaduras nos lábios, que também costumam ficar ressecados nessa época.

Responsável pelo Conteúdo:
Dr. Rodolfo Pires de Albuquerque
CRM: 40.137
Diretor Médico do Grupo NotreDame Intermédica

Quero cotar plano de saúde