Home

Dengue: Prevenção e Principais Cuidados

Com o aumento de casos de dengue em todo país, o Blog da Saúde te ajuda a identificar o mosquito, além de evitar que ele apareça em sua residência. Confira!

Saúde e Bem-Estar

23 de Fevereiro de 2024

Imagem do mosquito da dengue e uma mão espirrando repelente

Quais são os sintomas da dengue?

Os principais sintomas da dengue incluem febre alta (acima de 38º C), dores no corpo, dor ao movimentar os olhos, perda de apetite, náuseas, vômitos e surgimento de manchas vermelhas na pele. 

No entanto, a dengue pode ser assintomática ou apresentar sintomas leves. Além disso, também pode ocasionar casos mais graves quando se apresenta na forma hemorrágica. 
 

Como é transmitida a dengue?

A dengue é uma doença viral transmitida pela picada da fêmea do mosquito Aedes aegypti infectada. 
 

Profissionais em dengue existem?

O médico infectologista é o especialista mais indicado para fornecer o tratamento adequado para a dengue.
 

Qual é o período de incubação da dengue?

Os primeiros sintomas podem se manifestar em um período de 3 a 15 dias após ser picado pela fêmea do mosquito Aedes aegypti infectada. 
 

A dengue pode ser transmitida de pessoa para pessoa?

O vírus não é transmitido de uma pessoa para outra.
 

Qual é o tratamento para a dengue?

O tratamento indicado para os casos leves é repouso, ingestão de líquidos e uso de medicamentos para a dor. Os casos mais graves da doença requerem cuidados hospitalares. 
 

Quais são as complicações possíveis da dengue?

Algumas das complicações associadas à dengue são desidratação grave, problemas no fígado, neurológicos e/ou respiratórios, além da dengue hemorrágica, que acontece quando o sistema imunológico reage de forma excessiva, o que leva à ocorrência de sangramentos.
 

Como prevenir a dengue?

A prevenção da dengue é possível através de alguns hábitos simples. São eles:

• Utilize repelentes;
• Elimine focos de água parada em casa;
• Coloque telas de proteção e mosquiteiros em janelas e portas;
• Aplique inseticidas em lugares suscetíveis à proliferação.
 

Qual é a diferença entre a dengue clássica e a dengue hemorrágica?

A diferença entre esses dois tipos de dengue consiste na gravidade dos sintomas e nas complicações associadas. Na maioria dos casos, a dengue clássica se manifesta com sintomas leves, como febre e dores no corpo, e o próprio sistema imunológico é capaz de combater o vírus. 

Enquanto a dengue hemorrágica, forma mais grave da doença, pode ocasionar complicações sérias e até mesmo levar ao óbito. Além disso, só ocorre em quem foi infectado pela doença anteriormente, com raras exceções. 
 

A vacina contra a dengue é eficaz?

A QDenga é a única vacina contra a dengue aprovada no Brasil pela Agência de Vigilância Sanitária (ANVISA) com eficácia e segurança comprovadas. Recentemente, foi incorporada ao Sistema Único de Saúde (SUS) pelo Ministério da Saúde. 

No momento, está disponível para indivíduos de 4 a 60 anos de idade em cidades com alta incidência da doença, quem está fora do grupo prioritário consegue se vacinar em clínicas privadas. 
 

Como saber se estou com dengue?

É recomendado buscar ajuda médica para garantir o tratamento adequado. Se você apresentar algum dos sintomas e suspeitar de dengue, procure um profissional de saúde e realize o teste sorológico logo após o início dos sintomas.

Conte com um plano de saúde que possa te oferecer suporte em uma ocasião do tipo e em muitas outras. Faça uma cotação com a NotreDame Intermédica.
 

Quais são os principais vetores da dengue?

O principal vetor da dengue é a fêmea do mosquito Aedes aegypti, porém, é importante destacar que, para a transmissão da doença, é necessário que o vetor esteja infectado com o vírus. 
 

Qual é o ciclo de vida do mosquito Aedes aegypti?

O ciclo de vida do Aedes aegypti é dividido em 4 etapas: ovo, larva, pupa e adulto. A fêmea do mosquito deposita seus ovos em locais de água parada, onde estes levam poucos dias para se desenvolver e vivem por aproximadamente 30 dias. 

Uma única fêmea é capaz de produzir de 60 a 120 ovos em cada ciclo reprodutivo, podendo ter até 3 ciclos ao longo da vida. 
 

Como identificar e eliminar possíveis criadouros do mosquito transmissor da dengue?

• Evite o acúmulo de água em locais suscetíveis a proliferação do mosquito, dentro e fora de casa.
• Limpe as calhas e lajes para não acumular água da chuva. 
• Mantenha os reservatórios de água vedados. No caso de piscinas, sempre devem estar limpas e devidamente tratadas. 
• Fique atento a itens como pneus, garrafas e vasos de plantas que podem ser lugares favoráveis para a reprodução do mosquito. 
 

Quais são as regiões do Brasil com maior incidência de casos de dengue?

De acordo com o Painel de Monitoramento de Arboviroses do Ministério da Saúde, o estado de Minas Gerais lidera com o maior número de pessoas infectadas, seguido por São Paulo, Distrito Federal, Goiás e Paraná. 
 

A dengue pode causar morte?

Sim, em casos de complicações por dengue hemorrágica, a doença pode levar a óbito. 
 

Quais são os cuidados que devem ser tomados em caso de suspeita de dengue?

Não há tratamento específico contra a dengue, porém, algumas medidas devem ser tomadas em caso de suspeita, tais como aumentar a ingestão de líquido, permanecer em repouso e utilizar medicamentos para amenizar dores no corpo e febre.
 

É possível contrair dengue mais de uma vez?

Ao contrair dengue, o indivíduo desenvolve imunidade apenas para o sorotipo específico do vírus com o qual foi infectada. Considerando que existem quatro sorotipos diferentes do vírus da dengue, é possível que uma mesma pessoa contraia a doença até quatro vezes.
 

A dengue pode afetar gestantes e bebês?

Sim, mas se identificada nos estágios iniciais, com o tratamento e acompanhamento adequado, a dengue dificilmente causará complicações na gestação. 
 

Quais são as medidas de controle e combate à dengue adotadas pelas autoridades de saúde?

As autoridades de saúde reforçam o combate à dengue através de campanhas de conscientização sobre como evitar a proliferação do Aedes aegypti. O monitoramento epidemiológico também é crucial para detectar e responder rapidamente a surtos de dengue nas regiões de todo o país. 
 
duas mulheres se abraçando e sorrindo

 

Soluções para você, sua empresa ou familia

Quero cotar um plano de saúde