Febre amarela: sintomas, tratamento e prevenção

A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, que pode ser transmitida pela picada de dois tipos de mosquitos. Na área rural, a contaminação se dá, na maioria dos casos, pelos mosquitos dos gêneros Haemagogus e Sabethes. Na zona urbana, por meio do mosquito Aëdes aegypti, que está presente em cerca de 3.600 municípios brasileiros.

Sinais e sintomas da febre amarela

A doença pode ser assintomática ou apresentar um quadro semelhante ao de gripe e até chegar a formas graves e potencialmente fatais. O período de manifestação dos sintomas varia de três a seis dias geralmente. Mas os primeiros sinais da febre amarela podem aparecer até 15 dias após a picada do mosquito contaminado.

Manifestações mais leves da febre amarela - quando os sinais e sintomas da doença assemelham-se aos da gripe, após três ou quatro dias do aparecimento, eles regridem e o organismo se recupera. Durante esse período, o paciente pode apresentar:

  • Febre alta;
  • Calafrios
  • Mal-estar;
  • Dor de cabeça;
  • Dores musculares;
  • Prostração;
  • Náuseas e vômitos.


Manifestações mais graves da febre amarela - há uma melhora por um breve período, que pode durar até um dia, e depois surge a forma mais grave da febre amarela. O paciente pode apresentar:

  • Icterícia;
  • Insuficiência hepática e renal;
  • Acometimento neurológico e coma;
  • Atenção: o pronto atendimento é fundamental, pois a mortalidade nessa segunda fase chega a 50%. 


Tratamento para a febre amarela

Ainda não existe tratamento específico para a febre amarela. Os sintomas podem ser aliviados com a prescrição de analgésicos e antitérmicos.

Importante: os salicilatos devem ser evitados, já que podem favorecer o aparecimento de hemorragias.

Vacinação contra a febre amarela

A única forma de prevenção contra a febre amarela é a vacinação. O esquema compreende a aplicação de duas doses, tanto para adultos quando para crianças.

Vacinação para crianças - a primeira dose deve ser dada aos nove meses e a segunda aos quatro anos. Assim, a imunização está garantida para o resto da vida.

Vacinação para adultos - a orientação é que a segunda dose seja ministrada dez anos depois da primeira.

Contraindição de vacina - a imunização é contraindicada para crianças menores de seis anos, gestantes, mulheres que amamentam e pacientes de câncer.

Casos especiais - pessoas com doenças febris moderadas ou graves, pessoas com mais de 60 anos nunca antes vacinadas e pessoas infectadas por HIV (sem sinais e sintomas da doença com imunossupressão moderada) devem ser avaliadas antes da vacinação.

Outras formas de prevenção contra a febre amarela

Repelentes -
 o uso de repelentes é indicado para evitar a picada pelos mosquitos transmissores. Existem formulações próprias para crianças entre seis meses e dois anos de idade e para gestantes. Mas crianças menores de seis meses não podem receber o produto. Também devem ser usados repelentes ambientais no quarto de dormir.

Blusas de manga compridas e calças - é recomendado deixar o mínimo de áreas do corpo descobertas para dificultar a picada dos mosquitos.

Telas protetoras - instalar nas janelas e portas telas próprias para evitar a entrada de mosquitos. Também é recomendado dormir sob mosquiteiros.

Postos de vacinação contra febre amarela no estado de São Paulo

http://www.saude.sp.gov.br/resources/cve-centro-de-vigilancia-epidemiologica/unidades-de-referencia/fa/posto_fad1.htm

Referências

https://www.infectologia.org.br/admin/zcloud/125/2017/01/Informativo_Febre_Amarela_Profissionais_de_saude.pdf - acessado em 07/02/2017
http://www.cives.ufrj.br/informacao/fam/fam-br.html - acessado em 07/02/2017
https://www.bio.fiocruz.br/index.php/febre-amarela-sintomas-transmissao-e-prevencao - acessado em 07/02/2017
http://www.blog.saude.gov.br/index.php? option=com_content&view=article&id=52216&catid=566&Itemid=50155 - acessado em 07/02/2017
http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/secretarias/svs/febre-amarela - acessado em 07/02/2017

 


Responsável pelo Conteúdo:
Dr. Rodolfo Albuquerque
CRM: 40.137
Diretor Médico do Grupo NotreDame Intermédica