No dia Nacional da Ciência, saiba a contribuição do GNDI para o setor

Saúde e Bem-Estar -

O Brasil comemora nesta quinta-feira (08) o Dia Nacional da Ciência. A data tem um motivo: coincide com o Dia Nacional do Pesquisador Científico e homenageia a concepção da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), criada neste mesmo dia em 1948.

O principal objetivo de uma data como essa é chamar a atenção para a produção científica do País, assim como estimular o saber científico na sociedade. O Grupo NotreDame Intermédica é um grande incentivador do estímulo à ciência, por meio do Instituto de Pesquisa GNDI.

Criado em janeiro de 2019, o Instituto surgiu para reforçar a missão principal do GNDI: tornar saúde de qualidade acessível a gerações de brasileiros.

 

Contribuição para a sociedade

Para a dra. Carina Carraro Pessoa Messias, PhD e coordenadora do Instituto de Pesquisa, os estudos realizados no núcleo são de fundamental importância. “Podemos contribuir de forma positiva, em especial para os nossos beneficiários, que terão oportunidades de participarem de ensaios clínicos com protocolos inovadores e padrão internacional”, afirma.

Para a ciência nacional, ao final de cada estudo científico, no qual é feita a publicação dos resultados, o Instituto contribui com a geração de dados que refletem a realidade de serviço privado, verticalizado e da maior operadora do Brasil.

Estudos em desenvolvimento sobre câncer de mama e Covid-19

O Instituto tem diversos estudos patrocinados pela indústria farmacêutica e outros de iniciativa do pesquisador.

Entre os patrocinados, Carina destaca estudos de câncer de mama e Covid-19. O primeiro pretende trazer avanços no aumento de qualidade e expectativa de vida aos pacientes oncológicos. Para os pacientes com Covid, o tratamento também é inovador: um medicamento que poderá auxiliar no tratamento após um diagnóstico precoce.

O Instituto de Pesquisa também investiga a qualidade de vida dos pacientes oncológicos em quimioterapia em três momentos diferentes do seu tratamento e, em breve, os resultados serão divulgados.

Pesquisa é fundamental para a Medicina do Futuro

Carina reforça que o trabalho do Instituto é de longo prazo: uma pesquisa, agora, poderá salvar muitas vidas no futuro. A coordenadora destaca o avanço da biotecnologia e toda a inovação em saúde trazida por ela, que tem contribuído cada vez mais para avanços na Medicina. “Atualmente, podemos destacar o contexto de pandemia que estamos vivendo e a agilidade nas pesquisas para a produção de vacinas e novos medicamentos”, diz Carina, que conclui: “tudo isso é possível devido a muitos anos de dedicação de grupos de pesquisadores. Constantemente, esses profissionais estudam diferentes tipos de micro-organismos, suas interações com as células humanas e respostas imunológicas. Cada vez mais conseguimos enxergar que as pesquisas biomédicas, com certeza, são algo indispensável para podermos avançar e inovar, contribuindo de maneira positiva na qualidade de vida e atendimento de pacientes”.

Referências

Fonte: Carina Carraro Pessoa Messias – Coordenadora do Instituto de Pesquisa GNDI

Responsável pelo Conteúdo:
Dr. Rodolfo Pires de Albuquerque
CRM: 40.137
Diretor Médico do Grupo NotreDame Intermédica

Quero cotar plano de saúde