Impacto do exercício físico no sono

Saúde e Bem-Estar -

Os distúrbios do sono afetam cerca de 45% da população mundial. Noites mal dormidas reduzem a concentração, diminuem a produtividade e podem causar doenças como hipertensão e diabetes. A boa notícia é que é possível combatê-los com uma rotina de exercícios físicos. Cerca de 10 minutos diários de atividades aeróbicas como corrida, pedalada ou mesmo caminhadas já são suficientes para evitar distúrbios do sono. Continue a leitura para saber tudo sobre o assunto.

Dormir pouco afeta diretamente as atividades que exigem concentração, causa problemas de memória, aumenta a irritação, o nervosismo, o estresse e acaba prejudicando funções do organismo. Porém, estudos têm demonstrado que uma rotina diária de exercício físico estende o tempo de sono, pois reduz os níveis de estresse e aumenta o cansaço. As pesquisas demonstraram ainda que fazer exercício físico regularmente também alivia alguns problemas relacionados ao sono, tais como:

  • Apneia do sono;
  • Síndrome das pernas inquietas;
  • Acordar no meio da noite e não conseguir mais dormir;
  • Dificuldade para dormir.

 

SUMÁRIO

Exercício físico de manhã e de tarde melhora a qualidade do sono


Os horários da manhã e da tarde são certamente a melhor escolha para quem quer melhorar a qualidade do sono com exercício físico. Entre as vantagens apontadas pelos especialistas em fazer exercícios nestes períodos do dia, está a melhor disposição do organismo, já que, nesses horários, é maior a produção de endorfina. Outro ponto a favor é que, na parte da manhã e da tarde, a temperatura corpórea está ligeiramente elevada, o que aumenta a eficiência dos músculos e, consequentemente, do exercício físico. 
 
Em contrapartida, exercitar-se durante a noite pode ter o efeito contrário: o corpo sofre um grande estímulo, comprometendo a qualidade do sono. No final do dia, a temperatura do organismo cai, estimulando a sensação de cansaço e de relaxamento. Por isto, se este é o único horário em que você pode se exercitar, é preciso escolher atividades de menor intensidade. Outras dicas para uma boa noite de sono são:

  • Deitar-se e levantar-se sempre na mesma hora, todos os dias;
  • Evitar o tabaco, o álcool e a cafeína, principalmente de noite;
  • Evitar ver televisão ou mexer no celular antes de dormir;
  • Não levar as preocupações diárias para a cama.

Caso esteja sofrendo com distúrbios do sono, procure um médico. Ele saberá avaliar o seu caso e orientar sobre o melhor tratamento. Não tome por conta própria medicamentos para dormir. Isto pode ter consequências graves e criar outros problemas de saúde. Estes medicamentos aumentam o risco de quedas, podem criar dependência e ter interação com outros que você tenha que tomar. Até os produtos naturais você só deve usar com a orientação de um médico.

Referências

https://sleep.org/articles/exercise-time-of-day/ – acessado em 18/03/2018
https://sleep.org/articles/exercise-affects-sleep/ – acessado em 18/03/2018
http://oregonstate.edu/ua/ncs/archives/2011/nov/study-physical-activity-impacts-overall-quality-sleep – acessado em 18/03/2018
https://sleepfoundation.org/ask-the-expert/how-does-exercise-help-those-chronic-insomnia – acessado em 18/03/2018

Responsável pelo Conteúdo:
Dr. Rodolfo Pires de Albuquerque
CRM: 40.137
Diretor Médico do Grupo NotreDame Intermédica

Quero cotar plano de saúde