Por que as varizes surgem e como tratar?

Saúde e Bem-Estar -

Varizes são veias dilatas e tortuosas que, na maior parte dos casos, aparecem na região das coxas, pernas e pés de mulheres na faixa dos 30 a 50 anos de idade. Mesmo com menor incidência, os homens também podem ter varizes.

Não é difícil identificar as varizes, pois as veias se tornam grossas – com cerca de 3 mm de diâmetro – e ficam com aspecto arroxeado sob a pele. É comum confundi-las com “vasinhos” ou derrames, que são mais finos e medem cerca de 1 mm de espessura.

Mulher e homem alongando as pernas

Como as varizes se formam

Na circulação sanguínea, as veias direcionam o sangue para cima por meio de válvulas venosas, que se abrem para o sangue passar e se fecham ele não retornar. Essa atividade é facilitada quando a pessoa está deitada ou com as pernas elevadas.

Com o passar do tempo, alguns fatores podem interferir no bom funcionamento das válvulas venosas, fazendo com que percam elasticidade, tenham dilatação e não se fechem adequadamente. Com isso, o sangue fica parado dentro das veias, provocando mais dilatação e dando origem às varizes.

Sintomas

As varizes podem ou não apresentar sintomatologia e, na maioria das vezes, a pessoa procura tratamento por uma questão estética. Os principais sintomas para identificar essa condição são:

  • Presença de veias azuladas e muito visíveis sob a pele;
  • Sensação de pernas cansadas e pesadas;
  • Presença de grupos de vasos avermelhados finos;
  • Queimação nas pernas e planta dos pés;
  • Inchaço nos tornozelos ao final do dia;
  • Prurido ou coceira;
  • Dormência e câimbras;
  • Mudança de coloração da pele das pernas e pés ou muito ressecamento.

Se não tratadas da forma correta, as varizes podem acarretar complicações como hemorragia, úlcera, eczema, dermatite, escurecimento da pele e trombose.

Fatores de risco

O principal fator relacionado ao surgimento de varizes é a hereditariedade. No entanto, essa condição também está associada a:

  • Idade (costumam aparecer a partir dos 30 anos);
  • Sexo: com maior ocorrência em mulheres;
  • Histórico familiar;
  • Longas horas em pé ou sentado;
  • Obesidade;
  • Tabagismo;
  • Gravidez;
  • Sedentarismo;
  • Alterações hormonais.

Como prevenir as varizes

Assim que perceber os sintomas, é importante consultar um médico. Para evitar esse problema, algumas medidas recomendadas são: uso de meias de compressão, evitar ficar muitas horas em pé ou sentado, evitar roupas apertadas, praticar exercícios físicos, elevar as pernas sempre que possível e controlar o peso.

Tratamento

O diagnóstico é realizado por meio de um exame de ultrassom vascular chamado eco-doppler, que mostra a estrutura e a localização das veias para orientar sobre o melhor tratamento.

A conduta médica varia de acordo com o caso, sendo indicado desde cirurgia até tratamento com radiofrequência e laser.

Uma pesquisa divulgada em abril de 2022 mostra que as cirurgias de varizes no Sistema Único de Saúde (SUS) diminuíram 69% ao longo de 2021. Essa redução aconteceu pela preocupação das pessoas em procurar um serviço de saúde durante a pandemia. Por isso, a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) estuda realizar campanhas de conscientização e informação para que a população busque tratamento para as varizes, para evitar complicações mais severas.

Referências

Fonte: Portal Saúde e Bem-estar, Portal Minha Vida e Biblioteca Virtual em Saúde – Ministério da Saúde

Responsável pelo Conteúdo:
Dr. Rodolfo Pires de Albuquerque
CRM: 40.137
Diretor Médico do Grupo NotreDame Intermédica

Quero cotar plano de saúde