Como fazer uma marmita saudável?

Além de oferecer mais opções para uma alimentação mais saudável, levar uma marmita para o trabalho também ajudar a economizar e, por conta disso, tem se tornado um hábito cada vez mais comum. Mas o que levar ou qual a quantidade certa de cada alimento são dúvidas constantes de quem quer ter uma alimentação balanceada. Algumas dicas e recomendações são importantes para que a marmita seja saudável e esteja sempre em boas condições de consumo.

Preparo da marmita

A primeira dica é preparar as refeições a cada três dias e não espaçar mais do que isso. Esse é o tempo para que elas não estraguem. A recomendação é que, assim que fiquem prontas, vão imediatamente para o refrigerador.

  • Frituras são uma opção prática, porém bem mais calórica;
  • Salada deve ser levada em um recipiente à parte e deve ser temperada apenas na hora. Isso evite que as folhas murchem;
  • Alimentos à base de ovo devem ser evitados, já que estragam com mais facilidade;
  • Carnes mal passadas também não são uma boa opção.


Sobre a quantidade dos diversos tipos de alimentos que a sua marmita deve conter, procure seguir a seguinte proporção:

  • ½ prato de legumes e verduras;
  • ¼ de alimentos ricos em carboidratos (arroz, macarrão, batata);
  • ¼ de proteína vegetal (feijão, grão de bico, lentilha) e proteína animal (carne, frango, peixe, ovo);
  • Uma fruta como sobremesa.


Seguir essas orientações é importante para não encher demais a vasilha. Isso evita que se consuma mais do que o necessário. O ideal é montar a marmita pensando sempre na quantidade de um prato. Alguns alimentos devem ser evitados, tais como farofa, pão e sobremesas açucaradas.

Qual o recipiente para uma marmita saudável?

O tipo de recipiente para a sua marmita depende de como se pretende esquentar a comida. Além disso, algumas opções podem alterar o sabor do alimento, então é preciso prestar atenção.

Vidro - é a melhor opção para quem vai esquentar a marmita no micro-ondas. Também é uma boa opção porque não deixa gosto.  

Plástico - são embalagens práticas, mas não podem ir no forno convencional. Alguns tipos de plástico também não são adequados para o micro-ondas.

Alumínio - pode alterar o sabor da comida. Não pode ir de jeito nenhum ao micro-ondas. A solução é esquentar o alimento em banho-maria.

Referências

http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/ultimas-noticias/meu-prato-saudavel-ensina-a-organizar-uma-marmita/ - Acessado em 18/02/201
http://www.blog.saude.gov.br/promocao-da-saude/30044-especialista-da-dicas-de-como-montar-marmita.html - Acessado em 18/02/2017
https://coworkingbrasil.org/news/almoco-no-trabalho/  - Acessado em 18/02/2017

 

Responsável pelo Conteúdo:
Dr. Rodolfo Albuquerque
CRM: 40.137
Diretor Médico do Grupo NotreDame Intermédica