Saiba o que faz um cardiologista

Artigos Dúvidas gerais -

No Grupo NotreDame Intermédica temos milhares de profissionais de áreas diversas da saúde à disposição dos beneficiários. Muitas vezes, surgem dúvidas sobre qual especialista procurar ou, até mesmo, como determinada área atua dentro da Medicina. Por isso, separamos algumas respostas a questões comuns nas atribuições de um cardiologista.

SUMÁRIO

O que faz um cardiologista

O cardiologista tem a função de identificar possíveis patologias e zelar pelo sistema cardiocirculatório do paciente.

Como é a consulta em um cardiologista

A consulta médica de um cardiologista inicia no consultório ou ambulatório com uma boa história clínica (investigar doenças crônicas que o paciente possa ter), história familiar (parentes próximos com doenças crônicas relevantes), pesquisa de hábitos (tabagismo, álcool, sedentarismo, entre outros), sintomas atuais, medicação de uso contínuo e exame físico. Em alguns casos, o cardiologista poderá necessitar de alguns exames complementares, que serão solicitados no momento da consulta.

Quando procurar um cardiologista

Consulta com cardiologista, via de regras, não tem idade certa para ser realizada. A orientação é que o paciente procure esta especialidade caso apresente algum sintoma cardiológico: falta de ar, cansaço, dor no peito, palpitação ou tonturas. É, também, importante buscar caso tenha histórico de parentes próximos com alguma doença crônica como, por exemplo, hipertensão, diabetes, infarto, colesterol elevado ou isquemia cerebral.

Doenças mais comuns tratadas pelo cardiologista

As doenças mais comuns tratadas por esse profissional são hipertensão arterial sistêmica, insuficiência cardíaca, infarto agudo do miocárdio, angina pectoris, diabetes, dislipidemias, doenças das válvulas cardíacas ou doenças congênitas do coração (malformações cardíacas).

Intervenções cirúrgicas

O cardiologista é o profissional responsável pelo risco cirúrgico, ou seja, uma exigência de liberação/autorização para a maioria das cirurgias de grande porte.

Mitos e verdades

“Não existe câncer no coração?” - Mito.
Apesar de ser muito raro, o coração pode ser acometido por câncer, que na maioria das vezes é benigno e corrigido por cirurgia.

“No inverno as doenças cardíacas são mais comuns” - Verdade.
No inverno, algumas doenças cardíacas como infarto, insuficiência cardíaca e arritmias podem aparecer com mais facilidade, principalmente porque o frio faz com que as artérias sofram vasoconstrição, como se fosse um espasmo, tornando estas doenças mais comuns.

“Café faz mal à saúde” - Depende.
A cafeína, quando utilizada de maneira abusiva, pode ser nociva à saúde. Porém, o uso diário de até três xícaras ao dia não resulta em problemas.

Formas de prevenção

Para evitar complicações cardíacas, é importante exercitar-se pelo menos 5 vezes por semana por 30 minutos, manter uma alimentação saudável, não fumar, ingerir bebidas alcoólicas racionalmente, ter um tempo destinado ao lazer - fazer coisas prazerosas faz bem ao coração -, ir regularmente ao médico (pelo menos uma vez ao ano) e manter o sono em dia.

Cardiologistas na Rede Própria do GNDI

O Grupo NotreDame Intermédica dispõe aos seus beneficiários e beneficiários de outros convênios médicos acesso a cardiologistas em toda a sua Rede Própria, assim como via atendimento on-line em Telemedicina. Caso esteja em busca de um de nossos profissionais, veja em quais localidades estão disponíveis:

Fonte: José Maria Sarmet Esteves - Coordenador Médico do Grupo NotreDame Intermédica.

Responsável pelo conteúdo:
Luiz Celso Dias Lopes
Diretor Técnico do Grupo NotreDame Intermédica

Quero cotar plano de saúde