Veja como funciona a cobertura do plano de saúde para nutricionista

Artigos Dúvidas gerais -

Uma alimentação saudável é fundamental para evitar doenças crônicas, obesidade, desnutrição e para fortalecer o sistema imunológico. Mas, qualquer mudança alimentar precisa de um acompanhamento nutricional. Isto porque é importante entender o que cada tipo de nutriente faz no corpo e qual quantidade deve ser consumida, de acordo com as necessidades e os objetivos, para não prejudicar a saúde no meio do caminho.

De acordo com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), todo plano de saúde de contratação ambulatorial ou ambulatorial/hospitalar deve cobrir o acompanhamento com nutricionista. Veja como funciona para cada grupo.

SUMÁRIO

A importância de visitar um nutricionista

Visitas ao nutricionista podem ajudar quem tem alguma doença crônica e precisa de prescrição dietoterápica, quem tem outro objetivo específico – como ganhar massa ou perder peso – ou só quem quer aprender a se alimentar de forma saudável. Esse profissional complementa tratamentos de saúde e ajuda na prevenção de doenças ao auxiliar na reeducação alimentar.

Mas, engana-se quem acredita que o nutricionista vai proibir as guloseimas e indicar comidas não tão gostosas: na verdade, os cardápios são montados de acordo com as necessidades, objetivos, gostos, rotina e alergias que o paciente tem. “A ideia é promover hábitos saudáveis de forma que o paciente possa se habituar melhor”, comenta Patricia Mariano Rondello, supervisora de nutrição dos Programas de Medicina Preventiva do Grupo NotreDame Intermédica. Ela conta ainda que todos os Programas de Medicina Preventiva contempla a figura do nutricionista.

A especialista conta que um dos benefícios de ir ao nutricionista e, claro, seguir as recomendações é prevenir e controlar doenças com a alimentação e o estilo de vida adequados, aumentando a qualidade de vida. “Só isso não substitui outros especialistas”, mas complementa: “uma dieta saudável ajuda a evitar doenças, como diabetes, hipertensão e até mesmo alguns tipos de câncer”, conta. Além disso, ajuda a controlar os níveis de colesterol e glicose no sangue, fortalece o sistema imunológico; por outro lado, consumir alimentos industrializados pode trazer complicações para a saúde por conta do excesso de gordura, açúcar e sódio.

Diabetes

Quem é diagnosticado com diabetes precisa mudar hábitos alimentares da noite para o dia. Por isso, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) decreta a cobertura mínima obrigatória de 18 sessões com nutricionista, por ano de contrato, para beneficiários com diabetes em uso da insulina ou no primeiro ano de diagnóstico. Isto porque esses pacientes precisam de um acompanhamento mais próximo com o profissional, para adequar a dieta às necessidades e às dificuldades dele durante a mudança na alimentação.

Risco nutricional

Pessoas que apresentam algum risco de saúde por conta da massa corpórea ou alguma condição que envolva a questão nutricional, segundo a ANS, têm direito à cobertura de 12 sessões por ano de contrato, no mínimo. Esse grupo de risco inclui pessoas com sobrepeso ou risco de desnutrição, pacientes com algumas doenças crônicas que precisam de uma dieta regrada, gestantes, entre outros. Veja a lista completa:

  • Crianças com até 10 anos em risco nutricional (< percentil 10 ou >percentil 97 do peso / altura);
  • Jovens entre 10 e 16 anos em risco nutricional (< percentil 5 ou >percentil 85 do peso/ altura);
  • Idosos (maiores de 60 anos) em risco nutricional (Índice de Massa Corpórea (IMC) menor que 22 kg/m²);
  • Pacientes com diagnóstico de Insuficiência Renal Crônica;
  • Pacientes com diagnóstico de obesidade ou sobrepeso (IMC ≥ 25 kg/m com mais de 16 anos);
  • Pacientes ostomizados;
  • Após cirurgia gastrointestinal;
  • Gestantes, puérperas e mulheres em amamentação exclusiva até 6 meses após o parto.

“É importante destacar que o crescimento e o estado nutricional das crianças e adolescentes são definidos a partir de curvas de percentis, uma medida estatística que permite a comparação do crescimento de uma criança com a média e comparar com ela mesma”, explica a Patricia.

Cobertura mínima obrigatória

“É importante ressaltar que o nutricionista não serve só para ajudar a emagrecer, mas para também para incentivar e acompanhar uma alimentação saudável, que ajuda a evitar doenças e, principalmente, a obesidade”, explica a especialista. Quem deseja emagrecer, ganhar massa ou apenas ter uma educação alimentar pode passar com o nutricionista, uma visita a cada dois meses. De acordo com a ANS, pessoas que não fazem parte dos grupos de risco nutricional podem contar com a cobertura do plano de, no mínimo, seis sessões por ano.

Grupo NotreDame Intermédica com a colaboração da Supervisora de Nutrição da Medicina Preventiva do Grupo NotreDame Intermédica e com base nas informações divulgadas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). – acesso em 24/03/2021

Responsável pelo conteúdo:
Luiz Celso Dias Lopes
Diretor Técnico do Grupo NotreDame Intermédica

Quero cotar plano de saúde