Você sabe o que levar em sua consulta?

Artigos Dúvidas gerais -

Às vezes, ficamos confusos sobre o que devemos levar em nossas consultas, seja na primeira ou na de retorno. Em ambas as situações, existe um protocolo que poderá ajudar o seu atendimento, diagnóstico ou tratamento ser assertivo. Trata-se do checklist (lista de coisas para levar e/ou fazer). Confira abaixo as dicas do que não devemos esquecer no momento de realizar uma consulta.

orientação sobre documentos necessários em consulta médica

SUMÁRIO

Fique atento ao horário

Em primeiro lugar e mais importante, é se organizar para chegar no horário marcado. Algumas clínicas e consultórios solicitam que o paciente chegue com, aproximadamente, 15 minutos de antecedência ao horário marcado. Isso acontece porque, ao chegar ao local, você deve realizar o cadastro, no qual apresenta a carteirinha do plano de saúde e um documento de identificação com foto.

Para os beneficiários da NotreDame Intermédica é muito mais simples: com o aplicativo GNDI Easy, basta apresentar a carteirinha digital pelo celular, que substitui a versão física. Se você ainda não tem, acesse a Apple Store (para iOS) ou o Google Play (para Android) e baixe já.

Leve seus exames

Para a consulta em si, se tiver exames realizados anteriormente por médicos da mesma especialidade, leve-os, pois esses exames nortearão o especialista no diagnóstico. Se houver outros exames não necessariamente da mesma especialidade, mas foram gerais como os de sangue, fezes ou urina, leve-os também, já que contribuirão bastante para a avaliação médica.

Seja transparente

Durante a conversa com seu médico, conte sobre o histórico de doenças, problemas ou complicações da sua família; elenque todas as dúvidas, faça uma lista dos sintomas que tem ou de situações atípicas que estejam ocorrendo com sua saúde. Caso seja consulta de retorno, não se esqueça de levar os exames solicitados.

É importante ser transparente com o médico e contar a ele tudo o que pode contribuir para a construção do diagnóstico, como consumo excessivo de álcool, tabaco ou drogas ilícitas. Se houver alguém que o esteja acompanhando e você não se sentir à vontade para dizer tudo o que deveria, peça licença e converse novamente com o médico.

Ser transparente e tirar todas as suas dúvidas é fundamental para um bom prognóstico. 

 

 

Responsável pelo conteúdo:
Luiz Celso Dias Lopes
Diretor Técnico do Grupo NotreDame Intermédica

Quero cotar plano de saúde