Terçol deve ser tratado por um oftalmologista

Muito comum, o terçol é uma inflamação que surge quando há um entupimento ou uma infecção bacteriana das glândulas localizadas nas beiradas das pálpebras e/ou na parte interna delas. Seu aspecto é de um furúnculo ou de uma espinha, com tons avermelhados, e provoca incômodo, sensibilidade, coceira e inchaço no local. 
 

Sintomas e diagnóstico do terçol

 
Algumas das causas do terçol podem ser a blefarite, doença que provoca o inchaço nas bordas das pálpebras, oleosidade excessiva na pele, mau funcionamento das glândulas locais, resquícios de maquiagem, variações hormonais. 
 
Geralmente, o terçol é diagnosticado pela própria pessoa, após perceber alguma alteração na pálpebra e/ou sintomas como olhos inchados e lacrimejando, visão embaçada, fotofobia, vermelhidão e coceira locais.
 

Tratamento contra o terçol

 
Por mais que o terçol pareça algo simples e despareça rapidamente, é indicado que seja procurado um oftalmologista sempre para que sejam investigadas as causas e ministrado o melhor tratamento. Além disso, apenas o especialista, por meio de exames mais complexos, poderá certificar que não se trata de algo mais grave.
 
O tratamento consiste no alívio dos sintomas e da melhoria do inchaço. Para isso, podem ser indicadas compressas de água fria, higienização local adequada e não é recomendado espremer a lesão, manter o uso de maquiagem nos olhos e/ou o de lentes de contato. Além disso, o oftalmologista pode indicar também o uso de colírios para diminuir o inchaço. 
 

Conteúdo relacionado no Portal GNDI

 
 

Referências

 
Terçol – Portal Minha Vida - acessado em 14/9/2018
Blefarite – Portal Minha Vida - acessado em 14/9/2018

 


Responsável pelo Conteúdo:
Dr. Rodolfo Pires de Albuquerque
CRM: 40.137
Diretor Médico do Grupo NotreDame Intermédica