Aftas: por que doem tanto?

De acordo com o Ministério da Saúde, ainda não existe uma causa específica para a aparição das aftas bucais, pois existem outras patologias que surgem nas cavidades bucais, na língua, lábio e gengiva que se parecem com as aftas. 

No entanto, acredita-se que surgem diante de fatores imunológicos associados a situações emocionais e de estresse. As aftas são lesões abertas, esbranquiçadas e, ás vezes, vermelhas - mas que sempre doem. Alguns estudos que mostram que as aftas podem ser desencadeadas como consequência de infecções virais ou bacterianas.

Algumas outras possíveis causas do surgimento das aftas são: predisposição genética familiar, gastrite, lesão por escovas de dente, morder a língua, carência de vitaminas, alterações hormonais, alimentos cítricos ou ácidos, substâncias químicas, HIV, vírus e bactérias. É mais comum na mulher pela questão das alterações hormonais. 

As aftas apresentam sintomas como dores, feridas nas cavidades bucais, sangramentos leves e, em alguns casos, febre. 

As aftas costumam desaparecer sozinhas de cinco a 14 dias após seu surgimento e não deixam cicatrizes. Para reduzir os sintomas e dores, existem algumas pomadas que podem ser usadas, mas devem ser indicadas por especialistas. Fazer bochecho com água morna e sal, três vezes ao dia, também pode auxiliar nesse processo.  

Lembre-se: nunca se automedique! 

Referências

http://bvsms.saude.gov.br/dicas-em-saude/153-aftas - acessado em 13/12/2018

https://www.minhavida.com.br/saude/temas/afta - acessado em 13/12/2018

https://www.tuasaude.com/entenda-porque-voce-fica-com-afta-frequentemente/ - acessado em 13/12/2018

https://www.tuasaude.com/afta/ - acessado em 13/12/2018

https://medicoresponde.com.br/quais-sao-as-principais-causas-de-aftas - acessado em 13/12/2018

 

 


Responsável pelo Conteúdo:
Dr. Rodolfo Pires de Albuquerque
CRM: 40.137
Diretor Médico do Grupo NotreDame Intermédica