Pneumonia ou bronquiolite: os sintomas podem confundir

Saúde e Bem-Estar -

Nariz escorrendo, febre, tosse, chiado ao respirar e falta de ar. Esses sintomas podem indicar que você está com um problema de saúde, como uma simples gripe, ou algo mais sério, como uma bronquiolite ou pneumonia. Saber diferenciar essas doenças ajuda a escolher, junto com a ajuda de um médico, o tratamento correto.

SUMÁRIO

Bronquilote

A bronquiolite é uma infecção nos bronquíolos, que é causada por vários tipos de vírus. Mas o vírus sincicial respiratório (VSR) é o responsável pela maioria dos casos. Os sinais começam com o nariz escorrendo, tosse leve e febre, depois progridem para tosse mais forte e chiado e dificuldade ao respirar.

O médico vai pedir alguns exames, como raio-x do pulmão. Se tiver muita dificuldade de respirar, talvez seja necessário usar algum tipo de medicação. Mas na maioria das vezes, os casos de bronquiolite são resolvidos através da inalação.

Pneumonia

A pneumonia é uma inflamação dos pulmões. Pode ter como causa vírus ou bactéria. A causada por bactéria geralmente aparece depois de um resfriado ou de uma gripe e pode tem sintomas mais leves. A causada por vírus também causa pouco desconforto, mas é possível que evolua para algo mais sério.

Para confirmar se você está com pneumonia, o médico vai fazer alguns exames físicos e ouvir seus pulmões. Se houver suspeita da doença, o médico pode pedir exames de sangue, raio x de tórax ou oximetria de pulso. Isso ajuda a identificar a causa da doença e a definir o melhor tipo de tratamento. Em alguns, medicamentos como antibióticos ou aqueles usados para aliviar a tose ou a febre podem ser usados.

Cuidados simples ajudam a prevenir bronquiolite e pneumonia

Evite, ao máximo, que você e a criança pequena tenham contato com pessoas infectadas;
Sempre mantenha os cuidados de higiene básica, como, por exemplo, lavar as mãos ao chegar da rua e depois de ter contato com algum objeto utilizado por alguém infectado.

Lembre-se que, para ter o diagnóstico correto e tratamento certo, é sempre importante conversar com um clínico geral, pois os sinais das doenças podem confundir e apenas o médico pode diagnosticar e prescrever o tratamento correto. Se for necessário, ele encaminhará o caso para um médico especialista.

Responsável pelo Conteúdo:
Dr. Rodolfo Pires de Albuquerque
CRM: 40.137
Diretor Médico do Grupo NotreDame Intermédica

Quero cotar plano de saúde