Imagine um domingo de sol como outro qualquer. Você acorda para fazer uma caminhada no parque e é abordado por uma equipe perguntando se toparia fazer o exame de próstata, naquele exato momento.
Qual seria a sua reação?

Este foi o início da ação realizada pelo Grupo NotreDame Intermédica.


No domingo, 16 de outubro, no Parque Villa Lobos, em São Paulo, que buscamos conscientizar os homens sobre a importância da realização do exame preventivo contra o câncer de próstata. Homens com mais de 40 anos que aceitaram fazer o exame na hora, recebiam a informação adicional em "tom de brincadeira" de que o diagnóstico dependia apenas de um fio de cabelo. Com este "incentivo a mais", os que topavam eram levados para uma van estacionada no Parque e, chegando lá, eram informados que, de fato, o exame preventivo eficaz para se detectar o câncer de próstata é o de toque.

Se ainda assim topassem realizá-lo, em vez do exame, recebiam uma surpresa: eram convidados para assistir dentro da van a um vídeo gravado pelo ex-jogador de futebol Cesar Sampaio, que o parabenizavam pela atitude corajosa de ter vencido o preconceito e, ainda, eram convidados para jogar uma partida de futebol no Estádio do Pacaembu, juntamente com outros craques.

O jogo aconteceu em uma terça-feira, 18 de outubro.

Cheerleaders uniformizadas marcaram presença com a Torcida do Bigode, uma alusão ao símbolo do mês Novembro Azul. E, além do próprio Cesar Sampaio, também teve a participação dos ex-jogadores Luizão, Amoroso e Robert. Ao final da partida, medalhas foram entregues para mais de 25 participantes, pelas mãos dos próprios craques. E, se o jogo foi em prol do Novembro Azul, ironia ou não, foi o time Azul quem venceu a disputa, ganhando de 4 a 3, da equipe Laranja.

Para Amoroso, vencedor de um Mundial de clubes pela equipe do São Paulo, trata-se de uma oportunidade muito importante. "Muitos homens deixam de fazer o exame por puro preconceito e até vergonha. Apesar das brincadeiras, temos que estar conscientes de que isto é muito importante para a saúde e qualidade de vida", pontuou.

Luizão, que brilhou com as camisas de diversos clubes do Brasil, agradeceu a oportunidade de poder voltar a jogar no Pacaembu e também deixou o seu recado. "Homem não pode ter vergonha. O exame é importante para a saúde da gente e precisa ser feito", alertou.
Segundo dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva), estimam-se 61.200 casos novos de câncer de próstata para o Brasil em 2016. Esses valores correspondem a um risco estimado de 61,82 casos novos a cada 100 mil homens.

O primeiro homem a topar o desafio foi Nicola Candisani. Amante do futebol, Nicola tem 76 anos e é frequentador assíduo do Parque Villa Lobos, onde aproveita as oportunidades para manter a saúde em dia. Ele dá uma lição de atitude:

"O curioso é que eu acabei de fazer o teste. Não faz nem um mês que peguei o meu resultado e está tudo bem comigo. É algo que todos os homens têm que levar a sério, principalmente aqueles com idade mais avançada. É uma doença que, se você descobrir no começo, a cura é muito fácil. Por isso, eu acho a prevenção tão importante."

Confiras as fotos e o Videocase da Ação:


"Foi um evento que, sinceramente, mexeu comigo. Não só pela partida, mas por saber que estamos participando de algo importante para a população e ajudando na prevenção. Meu sogro descobriu um câncer de próstata e está passando por todo o tratamento e se recuperando muito bem."

Gerival de Lima, 48 anos

"Me abordaram e eu realmente acreditei que faria o exame. Aceitei fazer sem problema nenhum. Quando descobri que poderia participar de tudo isso só porque tive a coragem de dizer sim, fiquei muito feliz. A surpresa não poderia ser melhor."

Oziel Freire dos Santos, 41 anos