Alguns interferem. Medicamentos como antibióticos, anti-inflamatórios e anticoncepcionais podem interferir em exames da coagulação, dosagens hormonais e outros. O melhor a se fazer é informar ao médico solicitante todos os medicamentos que está em uso, além de informar ao laboratório, na data da coleta, o nome desses medicamentos.

Sim, a aspirina pode interferir na contagem de plaquetas e algumas dosagens hormonais.

O primeiro jato de urina é o responsável por carregar, na amostra de urina, vários artefatos do canal da uretra que são considerados contaminantes e que, consequentemente, não contribuem para o resultado do exame. Portanto, o segundo jato é considerado o ideal para a análise do trato urinário.

Não, pois o cigarro possui centenas de substâncias que podem interferir nos resultados de alguns exames. Deste modo, evite fumar no dia da coleta do seu exame.

Sim. Na verdade, com exceção dos de rotina, os exames que provavelmente foram solicitados devem-se em função de sintomas que exijam esses exames.

Sim, pode interferir diretamente no exame de urina e de secreções do trato vaginal. O ideal é que vocÊ espere a menstruação acabar, mas, caso isso não seja possível, procure notificar o laboratório para que eles orientem a coleta com mais cuidado, além de ser possível registrarem essa condição.

Sim. No entanto, é importante evidenciar ao médico o período em que o sangue foi colhido quando os exames forem de dosagens de hormônios femininos ligados ao ciclo menstrual.

Sim, lembrando que os valores de referência dos exames são validados para a coleta do paciente em seu estado basal.

Glicose, em várias formas, é a energia que o organismo utiliza para suprir suas necessidades. O esforço físico requer queima de glicemia e pode interferir nos valores obtidos numa coleta após esse esforço; o ideal é colher em condições basais.

Sim, para exames bioquímicos, principalmente, o ideal é que não seja ingerida nenhuma bebida alcoólica 3 dias antes de se efetuar a coleta de sangue.

Sim, mais nas taxas de triglicérides que do colesterol. Para resultados mais precisos é indicado que o paciente mantenha sua alimentação habitual, sem restrições ou excessos, e esteja com 12 horas de jejum para coleta das triglicérides (para adultos).

Não. Para alguns exames, o jejum é muito importante, como glicemia e triglicérides; para os demais nem tanto.

Não. Desde que respeitado o prazo de jejum, eles podem ser colhidos no período da tarde.

A orientação de jejum para alguns exames é estabelecida por estudos científicos e pelo próprio fabricante do kit utilizado para realizar o exame. Existem intervalos de jejum diferentes para cada faixa etária e o laboratório sempre orienta o paciente a cumpri-lo nos exames onde em que é essencial. Caso sejam realizados exames fora de jejum, o melhor é sempre informar ao laboratório e ao seu médico.

A grande maioria sim. Porém, exames como cortisol, ferro e ACTH são indicados para serem colhidos pela manhã, em que sua concentração é maior nesse período do dia.

A amostra deve ser sem laxante para que sejam mantidas as condições naturais das fezes e se preservem alguns parasitas, que podem ficar comprometidos com uso de laxantes.

Não, desde que se respeite um intervalo de 2 horas para a coleta da amostra.

Para cultura sim, contudo, para os demais exames ela poderá ser colhida em casa.

Não, desde que se tomem os devidos cuidados na coleta da urina (para não contaminar a amostra).

Em geral a coleta é indolor, causando apenas a sensação da picada da agulha. Entretanto, alguns pacientes podem ter certos tipos de sensibilidade, gerando desconfortos diferentes.

É um hematoma, resultado do extravasamento do sangue da veia pra baixo da pele. Algumas situações podem causar esse hematoma: veias finas ou sensíveis, fraca compressão no local da punção, uso de medicamentos que alteram a coagulação, entre outros.

O laudo estará disponível nos locais indicados para retirada e pelo nosso site. Por medidas de segurança, não podemos informar resultados via telefone.

Não. Os laudos somente serão entregues mediante a apresentação do protocolo. Casos especiais serão analisados pontualmente.

Em razão do aumento da velocidade do trânsito intestinal, a absorção da glicose utilizada para a realização do exame é comprometida.

Trata-se de um exame que avalia a mucosa gastrintestinal, e o álcool é um forte irritante dessa mucosa.

Alguns exames hormonais devem ser colhidos em um determinado período do ciclo menstrual, de acordo com a solicitação médica, para que o médico possa avaliar mais precisamente os níveis de hormônios relacionados ao ciclo.

Não. O volume de sangue a ser colhido para a realização do exame de sangue não compromete o bem-estar da criança, exceto casos especiais, que devem ser avaliados pelos nossos profissionais.

Alguns exames com estímulo podem causar desconforto a alguns pacientes. Portanto, o acompanhante poderá assegurar um retorno tranquilo do paciente até sua residência.

Não. Para a realização de qualquer procedimento laboratorial, é obrigatória a apresentação de um documento original com foto ou a cópia autenticada do documento desse paciente. Em caso de menor de idade, esse deverá estar acompanhado de responsável legal, também portando seu respectivo documento.

Sim. Apesar de pouco frequente, há casos que necessitam da coleta de uma nova amostra.

Para a maioria dos exames não é necessário agendar. Basta comparecer com a carteirinha do plano de saúde (física ou digital), documento oficial de identidade com foto e, se for menor de idade, acompanhado de seu responsável legal.

Os exames que precisam de agendamento são somente os de curvas glicêmicas. Para agendá-los, você deve comparecer pessoalmente a uma das Unidades do Laboratório NotreLabs.

Os demais exames oferecidos pelo Laboratório NotreLabs não precisam de agendamento.

português português English English
computer-name: ibmt1porpws04.adm.ime.hrt.ssm.sdc.gts.ibm.com:80