Prevenção de câncer é tema de Oficinas de Saúde

Iniciativa até então exclusiva para Beneficiários foi ampliada à participação de pessoas em geral e corretores parceiros

A informação é fundamental para a prevenção ou diagnóstico precoce dos diversos tipos de câncer. Esse foi o foco da Oficina de Saúde, realizada em 4 de abril, nas Unidades de Medicina Preventiva - Qualivida de São Paulo, ABC, Campinas, Jundiaí, Sorocaba, Santos e Rio de Janeiro. Foram abordados os cânceres de pulmão, tireoide, intestino e fígado. O evento também inaugurou a ampliação da iniciativa ¿ originalmente direcionada a Beneficiários -  à participação de pessoas em geral e corretores parceiros.

Em São Paulo, o coordenador de oncologia, Dr. Francisco Miguel Correa, explicou de forma didática como se comporta cada uma dessas doenças, ressaltando a importância de adotar hábitos de vida saudáveis, como alimentação rica em frutas, verduras e legumes e a prática regular de atividade física, para diminuir o risco de desenvolvimento de câncer. Também são vilões quando o tema é câncer, o consumo excessivo de bebidas alcoólicas e o tabagismo. É consenso na literatura científica que a maioria das doenças oncológicas (cerca de 90%) está relacionada a fatores ambientais e apenas 10%  à predisposição genética.

Além disso, é importante saber que em sua fase inicial, quando as chances de sucesso do tratamento são maiores, os vários tipos de câncer, de forma geral, não apresentam sintomas. Por essa razão, manter em dia a rotina de exames indicados para homens e mulheres nas diferentes faixas etárias e procurar um médico sempre que perceber alterações no comportamento de seu organismo são medidas que devem ser adotadas com vistas ao diagnóstico precoce.

Fique longe dos fatores de risco

Evitar o tabagismo é uma forma de prevenir principalmente o câncer de pulmão. Mas o tabaco também está relacionado a outros tipos de câncer, entre eles o de boca, laringe, faringe e esôfago. O câncer de tireoide é o mais comum entre os tumores que podem acometer a região da cabeça e pescoço. Por questões hormonais, as mulheres são mais suscetíveis a esse tipo de câncer do que os homens. Entre os fatores de risco está a exposição à radiação, situação que pode ocorrer em pacientes tratados com radioterapia ou profissionais que trabalham com raios X.

O câncer de fígado, por sua vez, tem a cirrose hepática - seja ocasionada pelo alcoolismo ou as hepatites B e C - como responsável por cerca de 50% dos casos diagnosticados. O câncer de intestino (ou colorretal) pode atingir o intestino grosso (cólon) e o reto (porção do intestino grosso, situada antes do canal anal). Muitos desses tumores surgem a partir de pólipos, lesões benignas que podem crescer na parede interna do intestino grosso.

Para diagnosticar esse tipo de câncer, o paciente precisa realizar uma colonoscopia, exame que permite ao médico, com ajuda de um instrumento chamado colonoscópio, visualizar as paredes do cólon e, se necessário, retirar pequena amostra de tecido para biópsia. Esse exame pode diagnosticar e remover pólipos, que são lesões pré-cancerosas, antes que eles se transformem em câncer.

Em maio, tem mais!

A próxima Oficina de Saúde vai acontecer em 4 de maio. O tema será Mamãe a postos - Aprenda a lidar com distúrbios emocionais que podem surgir nos períodos de gestação, parto e puerpério. Inscreva-se!

 

A opinião de quem esteve lá

"Esta é minha primeira participação na Oficina de Saúde. Vim por recomendação de meu médico endocrinologista. Meu pai está em tratamento de câncer e a palestra foi didática e contribuiu para esclarecer aspectos gerais sobre a doença. Gostei muito."

Demetrios Kaldirs, Beneficiário

"Achei muito bacana. Recebi o convite por e-mail e fiz a inscrição. As informações têm foco no Beneficiário do plano e são passadas de maneira simples e eficiente. Considero a iniciativa um diferencial dos planos do Grupo NotreDame Intermédica que podem reforçar a argumentação de venda."

Ivone Cristine Franciulli, Enfermeira da Unnimax Administradora de Benefícios

 

Acesse nossas Redes Sociais:

Mais notícias