Novidade: Hospital e Maternidade Guarulhos

Infraestrutura de ponta e equipe assistencial altamente qualificada permitirá ao Hospital atender casos de alta complexidade

Com inauguração em maio, o Hospital e Maternidade Guarulhos é uma das grandes novidades do Grupo NotreDame Intermédica para este ano. Além de ampliar a Rede Própria do Grupo na região, pois já há dois Centros Clínicos em diferentes pontos do município, a Unidade Hospitalar também representa um salto de qualidade em relação aos serviços assistenciais locais, pois contará com um time preparado para atender casos de alta complexidade em diversas especialidades clínicas e cirúrgicas, além de profissionais treinados para garantir comodidade e conforto aos pacientes e acompanhantes.

¿O Hospital e Maternidade Guarulhos será uma referência não apenas aos cerca de 40 mil beneficiários da NotreDame Intermédica espalhados pela cidade e na Zona Norte de São Paulo, mas também ao público de outros convênios ou que busca atendimento particular de alta qualidade¿, informa Dr. Massanori Shibata Junior, diretor médico do Grupo NotreDame Intermédica. Ele ressalta que todos os processos e protocolos de atendimento da nova Unidade já foram planejados, baseados nas exigências de qualidade que a ONA (Organização Nacional de Acreditação) tem como foco para a melhor segurança do paciente. ¿Vamos entrar com o processo dessa importante certificação o mais breve possível¿, afirma.

Infraestrutura moderna e eficiente

Em uma área construída de 8.856,39 m2 e de fácil acesso, localizado na Avenida Tiradentes, 1.037, o Hospital oferecerá uma infraestrutura moderna, com equipamentos para diversos tipos de exames e arsenal cirúrgico de ponta. São 129 leitos, cinco salas cirúrgicas, duas salas de pré-parto e duas de parto, descreve Carmem Pereira Campos, diretora executiva de Infraestrutura do Grupo NotreDame Intermédica. ¿Na concepção do projeto, fomos muito além de atender apenas a legislação. Preocupamo-nos com o conforto e a segurança dos pacientes e acompanhantes, por exemplo, com a instalação de quatro elevadores na torre, um deles com tamanho suficiente para transportar leitos¿, afirma. Outro exemplo foi a opção pelo ar condicionado central de fluxo laminar, que diminui o risco de infecção no centro cirúrgico.

 

Acesse nossas Redes Sociais:

Mais notícias