Cortella é o convidado da 3ª edição do Café com Conversa

A importância das novas atitudes para acompanhar as mudanças do mundo foi tema de palestra do filósofo Dr. Mario Sergio Cortella

Que o tempo passa e as coisas mudam, disso ninguém tem dúvidas. No entanto, a velocidade das mudanças é cada vez maior e o desafio está, justamente, em não ficar parado. Esse foi o mote da palestra do filósofo e professor Dr. Mario Sergio Cortella, durante a terceira e última edição de 2016 do Café com Conversa. Realizado no Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo, em 20 de setembro, o evento reuniu cerca de 150 pessoas, entre convidados e Clientes do Grupo NotreDame Intermédica.

"Tolice é fazer as coisas sempre do mesmo jeito e esperar resultados diferentes", disse Cortella, autor de 30 livros e professor há 42 anos. Ele repetiu a frase em diferentes momentos para mostrar a necessidade de as pessoas saberem acompanhar a evolução com sabedoria, estabelecendo vínculo entre as diferentes gerações. Enfatizou que não basta querer mudar desenfreadamente para achar que isso é avanço. "Para ter sucesso, é preciso ensinar o que se sabe, praticar o que se ensina e, quando não souber algo, ter humidade para dizer 'não sei' e perguntar", destacou. Mais que isso, é fundamental formar parcerias para somar forças. "Se você quiser ir mais rápido, vá sozinho; se quiser ir mais longe, vá com alguém".

Com ótimas citações e um conteúdo rico em exemplos que comprovam as rápidas mudanças - passando por tecnologia, fatos históricos, comportamentos -, o palestrante ensinou e divertiu a plateia. Entre os exemplos de evolução no mundo dos negócios, citou o Grupo NotreDame Intermédica, que, em poucos anos, passou a fazer parte das principais companhias de Saúde do País.  

Uma conquista, aliás, fruto de muito esforço e de estratégias bem-sucedidas, como mostrou o vice-presidente Comercial, Nilo Carvalho, na abertura do evento. Entre inúmeros dados relevantes, citou os investimentos para a modernização das Unidades da Rede Própria, o crescimento do número de beneficiários, de 6,7% de 2015 para 2016, e a sinistralidade de 75,7%, a mais baixa entre as empresas de Saúde. "Ao renegociar cada contrato, consideramos essas condições, de maneira a entregar sempre um serviço de qualidade por preço justo a cada um de vocês", disse, dirigindo-se aos Clientes.

Ao final do evento, foram sorteados dois tablets entre os participantes. "Há alguns anos, seriam aparelhos de DVD, que hoje quase ninguém mais usa, pois os filmes são on-demand", brincou o professor Cortella.

Confira alguns depoimentos de participantes:

"Evento perfeito, gostei muito. Agradeço o convite e a oportunidade de poder participar. O encontro abordou não somente a assistência médica, mas também outros assuntos, por meio de uma visão bem interessante do palestrante."

Elaine Simão, coordenadora de Sinistralidade do Grupo Pão de Açúcar

"É uma oportunidade de estarmos juntos com um parceiro importante, que é o Grupo NotreDame Intermédica. É ótimo poder falar de saúde, um assunto delicado, relacionando a outros temas que permitem maior reflexão."

Eliane Andrade, gerente de Operação de Benefícios do Grupo Pão de Açúcar

 

Acesse nossas Redes Sociais:

Mais notícias