Uso de antibióticos de forma racional

1. O que são antibióticos?

Antibióticos são substâncias que eliminam ou impedem a multiplicação de bactérias no organismo. Por isso, devem ser usados apenas no tratamento de doenças causadas por bactérias e sob a orientação médica.

Leia mais

2. Por que o uso de antibióticos de forma racional é importante?

Se você faz uso de antibióticos de forma errada – isso é, para tratar infecções que não são causadas por bactérias, ou em doses erradas, ou por menos ou mais tempo que o indicado pelo médico, você estará ajudando a criar bactérias resistentes aos antibióticos.

Leia mais

3. Como são criadas as bactérias resistentes aos antibióticos?

Para sobreviver ao uso de antibióticos, as bactérias se adaptam e produzem, por meio de rápidas multiplicações, novas linhagens resistentes à ação do medicamento. Então, é necessário mudar o tipo de antibiótico usado. Quando o uso de antibióticos é correto, isso impede a multiplicação de bactérias resistentes e consegue conter e acabar com a infecção.

Leia mais

4. Quais são as outras consequências da resistência das bactérias pelo uso de antibióticos de forma errada?

O uso de antibióticos de forma errada está ajudando a aumentar a resistência das bactérias. Esse tipo de bactérias exige um tratamento mais caro e mais prolongado. E esse tipo de infeção aumenta o risco de morte para a pessoa contaminada. Além disso, as infecções que hoje são tratadas de forma simples, podem evoluir e, no futuro, causar danos maiores ao organismo e serem mais difíceis de combater.

Leia mais

5. Como fazer o uso de antibióticos de forma racional?

Você pode preservar a eficiência do uso de antibióticos se seguir as recomendações:

  • Sempre tome a dose correta nos horários indicados pelo médico;
  • Nunca use antibióticos sem a recomendação de um médico;
  • Nunca pare o tratamento antes do prazo indicado, mesmo que os sintomas da infecção tenham melhorado ou desaparecido;
  • Nunca use antibióticos fora do prazo de validade (o medicamento pode perder o efeito e criar bactérias resistentes ao tratamento).

 

Leia mais

6. Por que o uso de antibióticos não deve ser interrompido?

O uso de antibióticos deve seguir à risca a recomendação médica, tanto em número de doses quanto na concentração do medicamento. O tratamento nunca deve ser interrompido antes do indicado, mesmo que os sintomas da infecção tenham melhorado, pois isso pode fazer com que as bactérias que ainda não tenham sido eliminadas voltem com mais força e maior resistência.

Leia mais

7. Por que devo seguir a recomendação médica para o uso de antibióticos sobre os horários?

O intervalo entre uma dose e outra é calculada de forma a manter a quantidade adequada de antibiótico na corrente sanguínea e, assim, controlar a multiplicação das bactérias. Tomar o medicamento mais tarde que o horário previsto pode fazer com que os sintomas voltem. E, se você tomar antes do horário recomendado, a concentração de antibiótico no organismo pode ficar alta demais e causar uma intoxicação.

Leia mais

8. Posso usar os mesmos antibióticos se os sintomas da infecção voltarem a aparecer?

Se você seguiu a recomendação para o uso de antibióticos corretamente, é difícil sobrar algum medicamento. Mas, se sobrou, você não deve guardá-lo. Apesar de parecerem os mesmos sintomas, a indicação do médico para o tratamento de uma nova infecção não será necessariamente a mesma. Você deve passar por outra consulta médica para confirmar se precisa usar algum antibiótico e saber qual é, em qual quantidade e por quanto tempo.

Leia mais

9. Qual a duração de um tratamento com antibiótico?

O tratamento com o uso de antibióticos pode durar alguns dias (no caso de infecção urinária, por exemplo), algumas semanas (como no tratamento para pneumonia), ou mesmo por alguns meses (no tratamento para acne, por exemplo). Mas somente o médico pode orientar o paciente sobre isso.

Leia mais

10. Quais são os efeitos colaterais do uso do antibiótico?

A maioria dos efeitos colaterais do uso de antibióticos não são graves. Eles incluem alterações nas fezes, diarreia e distúrbios estomacais leves, como náuseas. Algumas pessoas também podem apresentar alergia ao antibiótico, mas isso é raro. Fique atento aos efeitos que o uso do antibiótico pode ter ao interagir com outros medicamentos que você tenha que tomar.

Leia mais