Os riscos da gravidez depois dos 30


As mulheres estão adiando cada vez mais a maternidade. Segundo a pesquisa "Saúde Brasil", realizada pelo Ministério da Saúde, é cada vez maior o número de mulheres que deixam para engravidar depois dos 30 anos: em 2000, elas representavam 22,5% das mães no país e, em 2012, esse percentual havia subido para 30%. Mas a gravidez em idade mais avançada pode trazer alguns riscos.

Maior dificuldade para engravidar - a mulher nasce com um número limitado de óvulos. A partir dos 30, a quantidade deles no organismo diminui em quantidade e em qualidade. Por isso, é possível que a fertilização desses óvulos seja mais difícil.

Diabetes gestacional - esse tipo de diabetes acontece apenas durante o período gestacional e é mais comum entre mulheres acima dos 35 anos. Por isso, é preciso acompanhar com atenção as taxas de açúcar no sangue.

Pressão alta - quanto mais avançada a idade, mais propensa a mulher está a desenvolver esse tipo de doença. Muitas precisam de medicação para controlar a pressão e evitar danos à própria saúde e ao bebê.

Anormalidades cromossômicas - filhos de mães tardias têm mais chances de desenvolver anormalidades cromossômicas, como a Síndrome de Down.

Abortos espontâneos - os riscos são maiores quanto mais avançada for a idade. São maiores também as chances de o bebê nascer prematuro.

Como ter uma gravidez depois dos 30 saudável

Apesar dos riscos, o número de mulheres que engravidam depois dos 30 e têm gestações saudáveis, seguras e sem problemas é cada vez maior. Isso porque, cientes dos riscos, elas têm se cuidado cada vez mais.

Tomando certas precauções, as chances de que tudo corra bem são grandes.
Algumas dicas importantes para que a gravidez transcorra sem problemas são:

  • Fazer o acompanhamento pré-natal;
  • Manter uma dieta saudável;
  • Controlar o ganho de peso;
  • Manter uma rotina ativa;
  • Evitar substâncias como álcool, cigarro e drogas.

É possível ainda realizar exames não invasivos para detectar anormalidades cromossômicas. A detecção precoce é importante para que sejam tomados os devidos cuidados e o acompanhamento médico adequado possa ser feito. Converse com o seu médico e tire todas as dúvidas que tiver sobre gravidez.

Referências

http://www.blog.saude.gov.br/index.php/34648-mais-brasileiras-esperam-chegar-aos-30-para-ter-primeiro-filho - Acessado em 18/02/2017
http://www.mayoclinic.org/healthy-lifestyle/getting-pregnant/in-depth/pregnancy/art-20045756 - Acessado em 18/02/2017
http://www.acog.org/Patients/FAQs/Having-a-Baby-After-Age-35 - Acessado em 18/02/2017


 

Responsável pelo Conteúdo:
Dr. Rodolfo Albuquerque
CRM: 40.137
Diretor Médico do Grupo NotreDame Intermédica