Especialista da NotreDame Intermédica esclarece dúvidas sobre diferentes tipos de câncer e como previni-los  

São Paulo, 07 de abril de 2017 - O câncer é uma das principais causas de morte em todo o mundo e, a cada ano, cerca de 8,2 milhões de pessoas morrem devido à doença. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), atualmente, mais de 32 milhões de pessoas vivem com a doença no mundo todo. A OMS estima, ainda, que o número de novos casos de câncer continuará aumentando apesar do enorme investimento no combate à doença.

"Em primeiro lugar, é importante esclarecer que existem fatores de risco internos e externos. Fazem parte dos fatores internos as mutações genéticas e a hereditariedade. Já os fatores externos são os comportamentais e ambientais. De 80% a 90% dos casos estão associados a fatores ambientais" - ressalta Dr. Francisco Miguel Correa, especialista em Oncologia da NotreDame Intermédica.

Para o especialista da NotreDame Intermédica, os dados são realmente alarmantes. "Mas é exatamente por isso que investir em ações de prevenção e disseminação da informação é extremamente importante". No último dia 4 de abril, a NotreDame Intermédica realizou a Oficina de Saúde "Câncer: para prevenir, tem que se informar", onde clientes e convidados assistiram a palestra do Dr. Miguel e puderam sanar as principais dúvidas. Veja abaixo as orientações do especialista sobre os tipos de câncer mais comuns e como preveni-los:

Câncer de pulmão - É o mais comum de todos os tumores e, em 90% dos casos, é associado ao consumo de tabaco e seus derivados. Por este motivo, trata-se de uma doença potencialmente evitável. Geralmente, os sintomas decorrentes do câncer de pulmão aparecem apenas quando a doença já está avançada. Sinais: Tosse seca, falta de ar, dor torácica, pneumonias de repetição, presença de sangue no escarro e perda de peso sem motivo aparente. Prevenção: Não fume. Busque uma alimentação rica em frutas e legumes. Evite locais com muita poeira ou com altos níveis de poluição.

Câncer de tireoide - O câncer de tireoide pode ser considerado o mais comum da região da cabeça e pescoço e é três vezes mais frequente no sexo feminino e em mulheres com mais de 40 anos. Cerca de 90% dos nódulos de tireoide são benignos. Sinais: A presença de um nódulo na tireoide (região anterior baixa do pescoço) normalmente não é necessariamente indicação de câncer, mas fique atento a dores na região, tosse constante, rouquidão e problemas respiratórios. Prevenção: A melhor forma de prevenir este câncer é realizar exames que irão indicar a necessidade de retirada total ou parcial da tireoide. Trata-se de um câncer com 97% de chance de cura.

Câncer de intestino - A maioria dos tumores se origina a partir de pequenas lesões chamadas pólipos adenomatosos. Sinais: Alteração do ritmo intestinal, dores abdominais, presença de sangue nas fezes, sangramento anal, dor ao evacuar, diarreias e sensação de evacuação incompleta. Prevenção: Evite o consumo excessivo de carne vermelha e gordura e aposte em uma alimentação rica em frutas e legumes. O tabagismo e o consumo de bebidas alcoólicas também devem ser evitados. Outros fatores que aumentam a probabilidade do surgimento da doença são as doenças inflamatórias e os pólipos intestinais, bem como idade acima dos 50 anos e obesidade. As recomendações atuais para o rastreamento do câncer colorretal incluem todas as pessoas acima dos 50 anos de idade, independentemente de apresentarem sintomas. 

Câncer de Fígado - É dividido em duas categorias: o primário no fígado, originado no próprio órgão e o secundário ou metástico, originado em outro órgão. O primario, conhecido como Hepatocarcinoma é o mais frequente e ocorre em 80% dos casos. Sinais: Geralmente esta doença é pouco sintomática na fase inicial, mas alguns de seus sinais são dores abdominais, massa abdominal, distensão, anorexia, icterícia (presença de cor amarelada na pele e nos olhos), ascite (conhecida como barriga d¿água) e perda súbita de peso. Prevenção: Como 50% dos casos são causados pela cirrose hepática, muitas vezes causada pelo alcoolismo, recomenda-se a não ingestão de bebidas alcoólicas. Vale lembrar, no entando, que a cirrose hepática também é causada pela Hepatite Crônica.

Oficinas de Saúde

Periodicamente o Grupo NotreDame Intermédica organiza suas "Oficinas de Saúde", onde beneficiários e convidados participam de palestras com especialistas em diferentes áreas. Em 2017, a primeira Oficina de Saúde teve como tema "Mulheres em relacionamento sério com a Saúde", onde todas puderam tirar dúvidas relacionadas a menopausa, seus sintomas e terapias. A próxima Oficina de Saúde está programada para maio e terá como tema "Maternidade: Mamães a postos", e irá tratar sobre distúrbios emocionais, entre outras síndromes geradas pela mudança de vida com a chegada do bebê.

Compartilhando e incentivando hábitos saudáveis

O Grupo NotreDame Intermédica mantem em seu canal no Youtube diversos vídeos com dicas e orientações valiosas que visam melhorar a qualidade de vida e auxiliar na prevenção de riscos e doenças da população em geral, além de campanhas e vídeos institucionais. O canal pode ser acessado clicando no link abaixo:

https://www.youtube.com/playlist?list=PLfJnzTJJhlD9hsK4ZKGKbOXSPYnhSKXPm