Como prevenir doenças na criança em idade escolar


Caxumba, sarampo e gripes são doenças muito comuns entre crianças em idade escolar. Isso porque esse ambiente reúne muitos estudantes, tornando fácil a proliferação dos microrganismos que causam tais enfermidades.

Apesar de comuns, essas doenças podem ser evitadas com algumas medidas simples e que podem ser adotadas para o período letivo de 2017. Em 2016, o país observou um surto de caxumba entre adultos e crianças, mas ela não é a única preocupação. Veja quais são as doenças mais recorrentes em ambiente escolar:
 

  • Caxumba;
  • Catapora;
  • Sarampo;
  • Rubéola;
  • Meningite;
  • Gripe;
  • Resfriado;
  • Diarreia;


Boa parte das enfermidades são causadas por vírus, tornando muito fácil a infecção de outras crianças. Basta que um aluno tussa ou espirre em sala de aula, para que outros inalem o ar contaminado e fiquem contaminadas.

No caso da diarreia, por exemplo, se a criança não lava as mãos depois de ir ao banheiro, basta que toque em outras ou que os colegas toquem nos mesmos objetos ou os coloquem na boca para que o microrganismo se espalhe.

É possível evitar doença na criança em idade escolar?

A medida preventiva mais simples e efetiva é lavar as mãos algumas vezes ao dia com água e sabão: antes das refeições, depois de ir ao banheiro, depois de brincar fora de casa. É importante você explicar que esse processo de lavagem deve durar alguns segundos.

Além de lavar as mãos, outros hábitos podem ser importantes na prevenção de doenças em idade escolar e é preciso ensiná-los para as crianças:

Desinfetante para as mãos - é sempre bom manter um álcool em gel na mochila, na escrivaninha ou na mesa de estudos. Lembre seus filhos de usarem nas mãos antes de comer qualquer lanche e depois de compartilhar o computador ou outros objetos com amigos.

Cobrir nariz e boca antes de tossir e espirrar - dê ao seu filho lenços de papel para que ele nunca espirre ou tussa em cima dos colegas. Se for impossível encontrar um lenço de papel a tempo, ensine-o a usar as mãos e lavá-las em seguida.

Manter as mãos longe dos olhos e da boca - lembre seu filho de que as mãos estão repletas de bactérias e, portanto, ele deve evitar passá-las nos olhos ou colocá-las na boca, principalmente quando está brincando e depois de tocar em objetos que podem estar sujos e ter sido manipulados por várias pessoas.

Não dividir garrafas, copos nem ouros itens pessoais - explique que, uma vez colocado na boca, esses objetos não podem ser divididos com mais ninguém.

Referências

http://www.mayoclinic.org/healthy-lifestyle/childrens-health/in-depth/childrens-conditions/art-20044109?pg=2 - acessado em 16/12/2016
https://www.sbp.com.br/saiu-na-imprensa/numero-de-casos-suspeitos-de-caxumba-no-estado-e-maior-do-que-o-registrado-em-todo-o-ano-passado/ - acessado em 16/12/2016
https://www.healthdirect.gov.au/childhood-illnesses - acessado em 16/12/2016
 


Responsável pelo Conteúdo:
Dr. Rodolfo Albuquerque
CRM: 40.137
Diretor Médico do Grupo NotreDame Intermédica